ongrace.com

> Carta Viva

22/05/2012 - O Senhor Jesus é a resposta

Sujeito a todo tipo de sofrimento desde a queda de Adão, o homem clama ao Criador, pedindo a solução para seus infortúnios. O Senhor Jesus veio como a Resposta de Deus ao homem, livrando-o de seus males. A solução está em conhecê-lo e crer na obra que Ele fez em nosso favor.

O ato deliberado de Adão, desrespeitando a Palavra de Deus, nunca deveria ter sido cometido. Resultado: todos nós sofremos as conseqüências. A partir de então, o homem começou a pedir ajuda aos céus, e o Senhor Deus passou a responder à medida que os pedidos eram feitos. No entanto, uma solução definitiva era necessária para que o ser humano ficasse livre da escravidão do maligno de uma vez por todas.

No Salmo 143, vemos como Davi orou, representando todo o clamor da raça humana:
• Ó SENHOR, ouve a minha oração! Inclina os ouvidos às minhas súplicas; escuta-me (v.la).
• Não entres em juízo com o teu servo (v. 2a).
• Ouve-me depressa ó SENHOR! O meu espírito desfalece; não escondas de mim a tua face (v. 7a).
• Faze-me ouvir a tua benignidade [...] Faze-me saber o caminho que devo seguir (v. 8a).
• Livra-me (v. 9a).
• Ensina-me a fazer a tua vontade [...] Guie-me o teu bom Espírito por terra plana (v.10).
• Vivifica-me, ó Senhor, por amor do teu nome [...] Tira a minha alma da angústia (v.11).
• E, por tua misericórdia, desarraiga os meus inimigos e destrói a todos os que angustiam a minha alma, pois sou teu servo (v. 12).

A resposta de Deus – O Senhor Deus enviou o Seu Filho unigênito em resposta ao clamor universal do homem, aos pedidos que este fazia ou faria algum dia. O Senhor Jesus veio como homem, tornando-Se igual a nós para tomar o nosso lugar. Ele morreu em nosso favor pata tirar-nos do domínio de Satanás e transportar-nos para o Reino de Deus. Entretanto, essa obra não seria algo mágico, a qual aconteceria em um estalar de dedos.

Para que fôssemos libertos de todo envolvimento maligno, seria preciso que nos fossem transmitidas todas as informações a respeito do reino de Deus e do que precisamos fazer para livrar-nos das ações do inimigo: E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho [as Boas Notícias] do Reino de Deus e dizendo: O tempo está cumprido [findou o tempo da autoridade do diabo sobre o homem], e o Reino de Deus está próximo [está à mão, ao alcance do homem]. Arrependei-vos [mudem a maneira de pensar e agir] e crede no evangelho [acreditem nas Boas Novas] (Mc 1.14,15). De posse desses ensinamentos, o homem pode desempenhar o importante papel que possui no ato da salvação. Cabe a nós tomar a decisão e determinar de que modo viveremos.

O que aprenderam os apóstolos – Durante pouco mais de três anos, um grupo de pessoas, chamadas pessoalmente pelo Senhor Jesus e conhecidas como Seus discípulos ou apóstolos, conviveu com o Mestre. Dia e noite, eles andavam ao Seu lado, vendo o Senhor ministrar o poder de Deus.

Por meio dos quatro Evangelhos, somos informados de que a primeira parte do ministério do Senhor Jesus foi ocupada com a ministração da Palavra de Deus; a segunda, com a pregação da Palavra, e a terceira, com o uso do poder de Deus. Assim, a obra era feita pelo nosso Salvador. Os apóstolos aprenderam que todos os ensinamentos do Senhor Jesus consistiam em aplicar as Escrituras a Ele mesmo: Ele era a Resposta de Deus. O senhor dizia: Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam (Jô 5.39).

Após a morte e ressurreição do Senhor Jesus, Seus discípulos, obedecendo às Suas determinações, partiram para ensinar o que haviam aprendido a todas as pessoas. Como o sucesso que obtinham incomodava os sacerdotes judaicos, os discípulos e muitos cristãos foram presos, açoitados e proibidos de ensinar a respeito do Nome do Senhor Jesus, o qual fazia tantos milagres pelas mãos dos apóstolos, da mesma forma que Ele realizara. A despeito de todos os sentimentos que padeceram, os discípulos saíram felizes por terem sido julgados, dignos de sofrerem afrontas pelo Nome do Senhor (At 5.41) e continuaram a transmitir o que de mais precioso haviam visto nos ensinamentos do Mestre (At 5.42).

O Senhor Jesus é a Resposta de Deus aos problemas do homem, por isso, os apóstolos ensinavam e anunciavam Jesus Cristo. Por que o discurso deles não se tornava repetitivo e, com o passar dos dias, enjoado? Porque eles não repetiam as mesmas coisas, mas provavam, pelas Escrituras, que todas as promessas e declarações feitas em todo o Antigo Testamento apontavam para um só ponto: o Senhor Jesus. Ele era a Resposta de Deus a todas as necessidades do homem. Essa é a mensagem que foi perdida no decorrer dos séculos e substituída por uma infinidade de doutrinas religiosas que, juntas, não valem um centavo. Que a Igreja do Senhor acorde e volte a ensinar e a pregar o Senhor Jesus Cristo, Resposta de Deus para todos os nossos males.

A pregação de Paulo – O erudito judeu, outrora fariseu, perseguidor do Nome de Jesus, que se converteu em um encontro monumental com o nosso Salvador na Estrada de Damasco, tinha uma mensagem idêntica à dos outros apóstolos: E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado. E eu estive convosco em fraqueza, e em temor. A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus (1 Co 2.1-5).

Esse tipo de ministério sacudirá o mundo atual. Por que trocaram a Verdade de Deus pela falácia da sabedoria humana? Pó que decidiram aprender a estratégia dos filósofos e dos demais peritos nas ciências de comunicação e desprezaram a unção que envolveu os profetas e os apóstolos do Senhor? Por que teorizar, se temos a Resposta de Deus às suplicas do homem?

O que faremos? – É hora de voltarmos a praticar a plena vontade do senhor Deus, ou teremos sérios problemas no Grande Dia. Estas foram as últimas palavras do Senhor, a Sua última vontade e o Seu último mandamento: E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém! (Mt 28.18-20)

A solução para todos os nossos males e os de toda a humanidade está em conhecer ao Senhor Jesus e crer no que Ele nos ensinou e ordenou.

> Missionário Responde

Quanto tera a festa do céu aqui em Anápolis? A igreja internacional da graça de Deus aqui, ja temos 4, e o grupo de jovens crescendo com grupo de tiatro que ja fizemos 2...

Pela minha vontade, teríamos uma Festa do Céu em cada município do Brasil! Será um grande privilégio estar em Anápolis, assim que o Senhor nos preparar ocasião oportuna....

»VEJA MAIS

> Pedido de oração

Pedido de oração

Produtos que abençoam vidas!

Busca de produtos
Ongrace.com • O site do povo de Deus.