ongrace.com

> Mensagem de Hoje

27/08/2019 - AI DE TI, DESPOJADOR!

  • Envie por Email
  • Imprimir
Ai de ti despojador que não foste despojado e que ages perfidamente contra os que não agiram perfidamente contra ti! Acabando tu de despojar, serás despojado; e, acabando tu de tratar perfidamente, perfidamente te tratarão.  Isaías 33.1


A profecia de Isaías se refere aos assírios, um povo formado no Norte do Iraque, cujo reinado durou muitos séculos. Eles eram conhecidos como bárbaros, pois tratavam seus inimigos de maneira impiedosa. Por causa do terror que difundiram nas demais nações do mundo conhecido na época, eram respeitados por todos. Aparentemente, aquele reino não teria fim, mas Isaías disse o contrário.

O lamento do profeta era como uma lembrança de que aquele império acabaria em breve. Isso começou a ocorrer nos dias em que os assírios investiram contra o povo de Deus. Parece que Isaías usava a Assíria para dizer que o fim do reino de Satanás no mundo estava chegando. Afinal, quem mais agiu perfidamente contra a humanidade do que o diabo e seus demônios? Um dia, Jesus desceu ao centro do mal e venceu Satanás. 

Ninguém precisava agir traiçoeiramente contra os assírios, para que eles atacassem traiçoeiramente outra nação. O seu domínio aumentou muito nos dias de Assurbanipal, o qual superou seus antecessores na maldade. Foi à capital desse reino, Nínive, que Deus enviou Jonas para avisar que ela seria destruída pelo Senhor. Na ocasião, o rei e o povo se converteram com a pregação do profeta fujão, e a cidade foi poupada.

Quando a Assíria acabasse de despojar, seria despojada. Isso aconteceu com a derrota frente aos medos. O reino do Norte, o qual havia se separado da casa de Davi, fora derrotado por Salmaneser, um governante assírio, e espalhado pela face da Terra, a ponto de jamais se ouvir do destino das dez tribos de Israel. Anos depois de ter vencido Samaria, a Assíria, sob o comando de Senaqueribe, resolveu fazer o mesmo com Judá, mas foi humilhada.

Ela, que defraudava a quem queria, foi defraudada. Os medos e os persas passaram a tomar o mundo de então. Assim acontece com quem não respeita os pobres, os quais não têm nenhum poder para fazer frente aos dominadores. Porém, o Senhor, que aplica a justiça, julga as ações dos homens que se voltam impiedosamente contra aqueles que nada lhes fizeram. Por interesses maldosos de grandeza, muitos oprimem e destroem os indefesos.

Aqueles que lidam com o próximo de modo pérfido receberão o retorno de suas más atitudes. Eles sentirão o quanto a traição lhes doerá o coração e as derrotará. Não dá para viver de forma maldosa para com os desamparados e permanecer incólume. Os atos da justiça divina vingará a maldade feita contra qualquer desprovido de recursos. Deus julga retamente aqueles que agem perfidamente.

Viva de tal maneira que essas advertências proféticas não se refiram a sua vida. Que os seus atos sejam bons aos olhos do Vingador! Do contrário, você será tratado na mesma moeda com que trata os outros. Em você não deve haver nenhuma repreensão!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Ó Deus! A maldade dos assírios fazia muitas pessoas sofrerem, que, por não terem quem as vingasse, viviam oprimidas pelos povos ao redor. Mas Tu és o Vingador do pobre e não deixará que os maus continuem a viver impunimente.

O Teu Espírito usou Isaías para transmitir o recado aos homens maus. Como disseste aconteceu. Nada é melhor do que viver de modo limpo, observando a Tua Palavra e procurando ajudar os desprotegidos, anunciando-lhes o Evangelho.

Por que o homem procura incessantemente receber a apreciação dos demais pelas coisas que adquire? Por que quase ninguém se importa em fazer algo pelos sofredores, os quais gemem por causa da injustiça? Suplicamos pelo Teu socorro.

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Se a pessoa for vítima de um estupro, o aborto será um pecado, já que essa vida não foi gerada por sua responsabilidade e nem com o seu...

Penso que um erro não justifica outro. Pesquise o verbete estupro nesta coluna, para verificar minha resposta anterior à mesma questão, que é extremamente delicada e não...

»VEJA MAIS