ongrace.com

> Mensagem de Hoje

27/05/2017 - EXIGÊNCIA NO LOUVOR

  • Envie por Email
  • Imprimir
Louvai-o pelos seus poderosos feitos; louvai-o consoante a sua muita grandeza. Salmos 150.2


Deus não recebe glória vinda do homem. Isso foi dito por Jesus (Jo 5.41). Neste estudo, veremos a importância de bendizer o Altíssimo como é devido. Feito de forma perfeita, o homem foi parceiro do Onipotente na criação ao dar nome a toda criatura (Gn 2.19). Após a queda, ele perdeu seus privilégios e, mesmo se esforçando para o Senhor receber a adoração dele, não terá êxito. Precisamos da ajuda divina até para isso!

O louvor que o Altíssimo pode receber de nós deve ter origem nEle, e, sem dúvida, nos traz muitos benefícios. Além disso, tem de ser feito pelos Seus atos poderosos – coisas que o homem não consegue fazer nem receber, a não ser com a ajuda celestial. Isso ocorre porque a ligação de Deus com o ser humano foi cortada quando Adão pecou. Assim, se não houver um toque dos Céus, torna-se impossível dar algo a Quem é perfeito. 

A obra de resgatar o homem do pecado é poderosa e de extrema misericórdia de Deus, pois nos posiciona de volta ao nosso lugar antes da queda. Agora, podemos andar com Ele em plena sintonia, porque já nos dirigimos à Terra da Promessa. Pregar o Evangelho – a Boa Noticia – a todos foi a última ordem de Jesus (Mc 16.15). Os que crerem serão salvos e receberão a capacidade de engrandecer o Senhor.

A cura de um enfermo também é um ato poderoso em si. Em um abrir e fechar de olhos, ela ocorre de modo exato, sem que ninguém encontre um erro nem diga que o poder foi exagerado, prejudicando alguma parte do corpo de quem foi agraciado. Não há como achar defeito ou falar que a bênção poderia ter sido mais completa. O Todo-Poderoso é perfeito em todas as Suas ações (Sl 18.30).

Há vários motivos santos e verdadeiros que nos levam a louvar o Criador e Pai, como o livramento de um acidente, a solução de um grave problema e uma questão que surge e logo a resolvemos. Mesmo sabendo dessas coisas, a nossa adoração será impotente para agradar a Quem vive em plena luz. Logo, precisamos pedir o auxílio dEle para não O exaltarmos de maneira vã, porém boa e agradável.

O louvor é aceito quando executado conforme a excelência da grandeza do Onipotente. No entanto, isso é impossível ao ser humano. Com a queda no jardim do Éden, ficamos sem condições de enaltecê-Lo à altura. Podemos entender o louvor como a comunhão de dois seres que são da mesma espécie e condições, mas estão em posições diferentes: Ele tem tudo, e nós nada temos. No entanto, Deus as iguala ao nos ajudar.

O Altíssimo nos orienta a glorificá-Lo pelos Seus feitos poderosos, bem como pela Sua capacidade, para termos total comunhão com Ele. Dela extraímos o necessário para vivermos realizados. Portanto, peça a direção do Senhor e, pela fé, aja e interaja com Ele. 

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor de excelência! O homem não tem como Te bendizer se Tu não o ajudares. Somos gratos pelos Teus atos maravilhosos. Tu és tremendo em tudo. Já os perdidos nunca conseguirão Te render louvores. 

Precisamos da Tua orientação para falar sobre o que realizaste em nosso resgate do reino das trevas. Que obra magnífica fizeste pelo homem, providenciando libertação e perdão! Aleluia! 

Agradecemos pelo Teu amor ao enviares o Teu Filho para morrer em nosso lugar, com a intenção de nos redimir, curar e nos dar a vida abundante. Não se encontra erro algum nos Teus feitos. Isso prova que és digno da nossa adoração. Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração