ongrace.com

> Mensagem de Hoje

11/07/2019 - FRUTOS DIGNOS DE ARREPENDIMENTO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento. Mateus 3.8


A queda do homem por causa do pecado de Adão contaminou a raça humana. O diabo, então, passou a agir no mundo, trazendo doenças, sofrimento, pecados e outros problemas que as pessoas jamais conheceriam. Porém, com a salvação, a reconciliação do homem com Deus foi garantida e se completará na volta de Cristo. O arrependimento nos livra, mas temos de produzir seus frutos.

Com a entrada do maligno na Terra, o estrago foi bem grande. Seríamos diferentes e viveríamos longe de vícios e aflições. No entanto, Jesus Se entregou à justiça de Deus, que era Ele mesmo, para realizar a nossa libertação. A redenção foi cumprida no rigor da Lei, tendo o Salvador padecido os males que teríamos de sofrer. Por isso, agora, devemos nos arrepender para sermos libertos.

Até o nascimento de Cristo e Sua morte no Calvário – quando Ele desceu ao Inferno e destronou Satanás que agia aqui como o príncipe deste século (2 Co 4.4) –, o maligno fazia o que queria, e era impossível barrar a sua ação. O inimigo não acreditou no que viu, quando o Filho de Deus chegou à sua casa e o despiu da autoridade usada para nos oprimir. O Senhor não lutou contra ele fisicamente, mas o venceu de um modo único.

A ação do diabo no mundo complicou tudo. Sem poder para subjugar os demônios, o ser humano enfrentava todos os tipos de males. Os homens não raciocinavam claramente, perdendo a capacidade de repreender o adversário. Assim, de senhores sobre tudo (Gn 1.28) passaram a ser escravos do pecado e das paixões. Porém, com o derramamento do sangue de Cristo, eles puderam se arrepender de suas transgressões e viver.

O arrependimento é um dom que Deus nos dá para nos livrarmos das opressões do diabo. O pecador se torna servo daquele a quem obedeceu. Mas, ao sentir o toque divino, pode confessar seu erro. Então, é perdoado e, consequentemente, fica livre do domínio do inimigo. E isso não é tudo: ele pode produzir frutos dignos de arrependimento, algo esperado por Deus.

Esses frutos significam que, onde havia fraqueza moral, há força moral; onde havia doenças, há saúde; em quem a maldade reinava a justiça operará a vontade divina. Enfim, são frutos de ações na fé que executaremos e glorificam a Cristo, o qual pagou tamanho preço para resgatar os cativos. Sejamos bênçãos!

Assim como Israel deveria tomar posse de Canaã, a Terra da Promessa, hoje as pessoas têm de assumir o que Deus declara na Palavra, pois isso pertence a elas. A nossa ação em busca dos nossos direitos precisam ser firmes e constantes, sem concessão ao diabo. João não se recusava a receber os fariseus – os extremistas na doutrina – nem os saduceus, que criam de modo incorreto, mas os advertia a produzirem frutos dignos de arrependimento.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus da nossa salvação! Como a situação do ser humano ficou complicada após o diabo ter tentado Adão, o qual caiu em suas mentiras, ficando preso ao tentador. Mas, com a vinda e morte do Teu Filho e a vitória dEle sobre o mal, nós nos tornamos livres.

Tu esperas que nos tornemos produtores de frutos dignos do arrependimento garantido a nós. Então, temos uma missão e queremos cumpri-la com a Tua ajuda e misericórdia. Devemos dar a Ti essa alegria!

Temos um Norte: Jesus, que padeceu pelos nossos pecados. Por que ficarmos separados de Ti? Estamos para sempre livres da opressão do inimigo. Em o Nome de Cristo, exigimos a saída de todos os males. Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

OS ESTADOS UNIDOS (EUA) 2/3 DA POPULAÇÃO SÃO PROTESTAN-TES/EVANGÉLICOS, PRESIDENTES DOS EUA SÃO. QUEM É QUE PODE DIZER QUE A POLÍ-TICA EXTERNA DOS EUA, SOBRETUDO PARA OS...

Os maiores inimigos do Senhor Jesus não foram os pagãos nem os ateus, mas os judeus mais religiosos do Seu tempo (sacerdotes, doutores da Lei e fariseus). Costumo dizer que...

»VEJA MAIS