ongrace.com

> Mensagem de Hoje

25/05/2017 - LIVRES DOS DESEJOS DESENFREADOS DA CARNE

  • Envie por Email
  • Imprimir
Os quais hão de dar conta ao que está preparado para julgar os vivos e os mortos. 1 Pedro 4.5


Devemos nos armar com os pensamentos formados a partir do momento em que damos atenção à Palavra de Deus. Tudo o que ela nos ensina, até mesmo uma repreensão, é uma bênção que não pode ser esquecida. Um dia, daremos conta a Quem está preparado para julgar os vivos e os mortos; então, não teremos como dar desculpas. Portanto, hoje é o melhor dia para você se acertar com o Senhor e escapar da condenação.

Todas as pessoas têm um tempo de vida na Terra e devem saber desfrutar do que lhes resta. Então, precisam estar cientes de que não há como se distanciarem de Deus e se saírem bem no Dia do Julgamento. Quem tampar os ouvidos para o recado do Senhor descobrirá que também fechou os ouvidos dEle. Aquele que exclui o Altíssimo da sua vida toma uma triste decisão, pois, quando chegar o Juízo, será condenado.

É importante andar sem se envolver com os desejos desenfreados que apimentam a vida dos perdidos. O Senhor criou os prazeres para a nossa plena satisfação, mas também colocou limites, a fim de não nos perdermos nas sujeiras do diabo. Quem diz: “O corpo é meu” e, por isso, faz o que quer, na verdade, deve ler a Bíblia para entender que o corpo é templo do Espírito Santo (1 Co 6.19). O Altíssimo julgará os que se entregarem à prostituição em qualquer nível.

Antes de conhecer a vontade divina, os pecadores faziam a vontade da carne. Porém, tendo sido libertos do império das trevas, passam a buscar e a cumprir o propósito do Senhor. A Palavra adverte: Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar (1 Pe 5.8). O inimigo fará o máximo para escravizar você de novo, instigando-o a viver em dissoluções, concupiscências, glutonarias, bebedices e abomináveis idolatrias (1 Pe 4.3).

Os perdidos acham muito estranho o fato de não vivermos em pecado, uma vez que essa é a razão de viver deles. Eles se entregam a toda forma de imoralidade, pois ainda não foram alcançados pelo amor de Deus. Por mais que os incentivemos a se libertarem de tais práticas, isso não basta. É preciso que aqueles que têm o Espírito de Deus os conduzam a Cristo, exercendo a autoridade do santo Nome de Jesus, e lhes apresentem a liberdade verdadeira.

Todos terão de dar contas ao Senhor de suas ações. Ele está preparado para Se assentar no trono e julgar os vivos e os mortos. Hoje, Cristo é nosso Advogado, mas, depois da nossa morte, seremos colocados frente a frente com Ele, o qual não ocupará mais o lugar de Advogado, e sim de Juiz. Então, o que você dirá quando chegar a sua hora? Não haverá como enganar ninguém, pois a sua boca será escancarada e, tremendo e temendo, você contará toda a verdade. Mas, infelizmente, será tarde demais.

O fato de Jesus pregar o Evangelho aos mortos revela a importância da Sua obra sacrificial para todas as pessoas. Os que haviam morrido antes de Cristo ter vencido o diabo e conquistado a salvação para a humanidade aguardavam ouvir a Boa Notícia, pois, assim, viveriam segundo Deus, em espírito (1 Pe 4.6).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus, Autor da nossa salvação! A obra realizada por Teu Filho em nosso favor foi a melhor que poderia ter sido feita. Ao derramar Seu sangue, substituindo-nos na cruz, Jesus pagou o preço total para sermos libertos e salvos e, assim, andarmos em liberdade.

Não podemos viver segundo os desejos desenfreados dos homens, e sim conforme o Teu querer. Sofremos muito enquanto fazíamos a vontade da carne e do tentador; porém, agora, almejamos Te agradar para o Teu louvor!

Desejamos ser dirigidos pelo Teu maravilhoso e bom Espírito; para isso, com inteiro coração, pedimos a libertação completa. Tira de nós o que não presta e nos mantém presos ao inimigo. Nós Te agradecemos e amamos. Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração