ongrace.com

> Mensagem de Hoje

21/09/2018 - O GUERREIRO EM AÇÃO

  • Envie por Email
  • Imprimir
E neste teu esplendor cavalga prosperamente pela causa da verdade, da mansidão e da justiça; e a tua destra te ensinará coisas terríveis. Salmo 45.4


Ao descrever o Salvador, o salmista usou mais do que poesia; ele fez uso de uma completa e fiel descrição de Quem é mais do que maravilhoso e tem poder para fazer além do que pensamos ou pedimos. Assim como o Senhor não economizou capacidade ao criar todas as coisas nos Céus e na Terra, o salmista também não fez economia ao elogiar Aquele que é mais competente, perito e habilidoso do que todos os nascidos aqui.

A formosura de Jesus só pode ser descrita na íntegra por Quem é completo. Ao ser criado pelo Pai, o Filho de Deus recebeu a graça em Seus lábios (v. 2) e, então, sendo o Verbo de Deus, criou tudo com perfeição. Nenhuma obra foi feita sem Ele e, com essa habilidade em Seus lábios, Ele está preparando lugar para nós, a fim de estarmos ao Seu lado pelos séculos dos séculos. Aleluia!

Ao dizer que Deus abençoou Seu Filho para sempre (v. 2), o Pai nos deu a garantia de que jamais faltará a Jesus a capacidade para sustentar todas as coisas e nos receber nas Alturas celestiais, de onde jamais sairemos. Os que não se humilham debaixo dessa potente mão vivem abaixo do que poderiam desfrutar por aqui e, na eternidade, não somente amargarão o suplício, mas também perderão a grande oportunidade de serem felizes. Vale a pena trocá-la?

O Espírito de Deus nos dá uma inspiração ao dizer ao Filho de Deus que Ele deveria cingir a Sua espada à coxa, à feitura dos soldados que partiam para a batalha. Da mesma forma, Ele nos orienta a estarmos prontos para realizar as boas obras planejadas pelo Altíssimo. Assim, seremos participantes da concretização da Sua vontade aqui na Terra. É importante não perdermos as batalhas que Ele nos permite travar.

Jesus vem nos ajudar, cingido com a Palavra, a Espada do Espírito. A Sua vestimenta é feita com a glória e a majestade que Lhe são peculiares. Também devemos nos apresentar a Ele aprovados e revestidos da glória e da majestade concedidas a nós no batismo com o Espírito Santo. Não podemos deixar nenhum pecado, desídia ou qualquer outra coisa nos impedirem de servir ao Senhor devidamente.

O Salvador não veio ao mundo de qualquer jeito, mas submisso ao Pai. Isso mostra como Deus quer nos ver nestes dias sobre a Terra. Triste é quando Ele olha para nós e vê que estamos vestidos de lascívia, concupiscência e outros atributos malignos que não nos são permitidos. Assim com Jesus, temos de cavalgar prosperamente pela causa da verdade, da mansidão e da justiça. Esforce-se, pois assim Ele nos vestiu.

Do mesmo modo que a destra de Cristo Lhe ensinaria a respeito de coisas terríveis, o poder que nos foi concedido também nos ensinará e, então, realizaremos as mesmas obras feitas por Ele em Seus dias por aqui, e outras maiores. O importante é estarmos conscientes de que somos servos de um Senhor que é Todo-Poderoso em todos os momentos. Cuide-se!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor esplendoroso e próspero! É bom ouvir e aprender de Ti e Te dar o direito de fazer de nós cópias do Teu Filho. Ele foi vestido com todos os Teus atributos, por isso cremos que também não nos faltará unção para Te representar!

Precisamos partir para as batalhas, cumprindo a Tua vontade na íntegra. Que estejamos conscientes disso, toda vez que orarmos e formos conduzidos a algum lugar para fazer o Teu querer, ainda que seja no deserto!

A nossa missão tem três frentes que não podem ser desperdiçadas nem esquecidas: a causa da verdade, da mansidão e da justiça. Estamos assentados nAquele que foi empossado à Tua destra. Agradecemos por nos falares disso!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

A PAZ DO SENHOR MISSIONÁRIO VOU ME CASAR, E FAZER O MEU CASAMENTO NO RESTAURANTE. A DÚVIDA E QUE A MAIORIA DAS PESSOAS QUE VÃO SER CONVIDADAS GOSTAM DE DANÇAR. A PEGUNTA...

O problema com a dança não está nela em si, mas no ambiente dos bailes e na intenção de quem os freqüenta. Claro que não estou falando dos tipos vulgares de dança, onde...

»VEJA MAIS