ongrace.com

> Mensagem de Hoje

15/08/2019 - O OLHAR DA DESOBEDIÊNCIA

  • Envie por Email
  • Imprimir
E a mulher de Ló olhou para trás e ficou convertida numa estátua de sal. Gênesis 19.26


Muitos não entendem que a salvação realizada por Jesus no Calvário, ao derramar o Seu sangue, é uma obra que ninguém mais poderia fazer por nós. Estávamos presos a pecados e delitos, mas Deus enviou Seu Filho ao mundo para morrer em nosso lugar. Não estamos falando de um filme de Hollywood sobre uma história inventada por algum escritor de sucesso. É um fato real! Nós caminhávamos para a prisão eterna.

Há gente tão distante da Verdade, que brinca com isso e duvida das Escrituras. Será que esse Ser tão inteligente, Criador do Universo, que, ao ver o nosso triste destino, encheu-se de amor e deu Seu único Filho para morrer em nosso lugar, não estava sendo honesto? Será que o relato do pecado de Adão e Eva era uma desculpa para nos amedrontar? Que tipo de Deus inventaria uma tolice dessas?

Os pecadores arredios ignoram o quanto sofrerão, caso não se convertam. No fim, não haverá como suplicar por nova oportunidade, ou acordar e descobrir que tudo era um conto macabro. O que Deus diria àqueles que pagaram com a vida para fazer a Verdade chegar até nós? A história é real, e quem não crê no testemunho que Ele dá do Seu Filho e da eternidade está perdido.

Sodoma e Gomorra e mais algumas cidades-estados ao seu derredor atingiram o ponto maior de provocação da santidade do Senhor. Por isso, Ele decidiu que seriam queimadas com fogo e enxofre vindos do céu. Como Ló, o sobrinho de Abraão, morava lá, os anjos de Deus, encarregados dessa missão, foram enviados para avisar Abraão. Este, por certo, pediria pelo sobrinho e pelas pessoas daquelas bandas. O patriarca quase evitou a catástrofe.

A mulher de Ló teve a felicidade de estar casada com o sobrinho do homem chamado de “amigo de Deus” (Tg 2.23). No entanto, ela não obedeceu ao Altíssimo e, ao sair de Sodoma, com seu marido e suas duas filhas, quis dar uma última espiada no local, mesmo sabendo que isso era proibido. Quando o fez, foi transformada em uma estátua de sal (Gn 19.26). Assim acontecerá com o cristão que sente saudades do mundo; ele se perderá para sempre! (1 Jo 2.15).

Ora, ela deveria ter ficado firme na palavra entregue pelo anjo. No entanto, com sua atitude, não podia sair de lá nem participar da libertação. Quem tem curiosidade em saber o que o diabo está fazendo nestes dias se contamina com o que vê e, depois, desconhece a razão de suas orações não serem atendidas. No mundo, só há desejos desenfreados, dos quais fomos libertos. Por que retroceder?

Muitos olham fixamente para a prostituição, os atos contrários à natureza, a maldade e o escárnio, e não para Cristo. Por que se deixar levar pela onda de imoralidade, se a Palavra de Deus manda fugir de tudo isso? Prostituir-se é acrescentar algo de pior ao que Deus já declarou ser ruim. Fuja!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus, nosso Salvador! Por que olharmos para trás e termos a última lembrança do que Tu condenas? Temos de nos fixar em Ti e no Teu Filho, para Te amarmos e vivermos na Tua presença eternamente.

Pedimos misericórdia para os fracos do Teu Reino, os quais se curvam ante as mentiras do adversário, vivendo sem resposta às suas petições e sem unção para repreender o mal quando ele aparece para fazê-los sofrer e desviá-los do Teu reto caminho.

Que o Teu amor nos console, endireite-nos e nos leve a viver de modo agradável, como o Teu amigo Abraão desfrutava. Por essa razão, ele nunca foi esquecido por Ti.  Ajuda-nos! Não queremos magoar o Teu mais que perfeito olhar!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Sempre entendo como evangélico que Deus é bom e que não nos castiga. Os males que nos sobrevem são por culpa do pecado. Mas não tenho muita firmeza nisso, gostaria de seu...

O Senhor Jesus veio para cumprir as Escrituras e isso implicava em fazer uma nova aliança, um novo pacto, selado com Seu sangue e que redime da condenação do pecado todo...

»VEJA MAIS