ongrace.com

> Mensagem de Hoje

04/05/2017 - O PREÇO DO DESVIO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Porque eis que nossos pais caíram à espada, e nossos filhos, e nossas filhas, e nossas mulheres estiveram por isso em cativeiro. 2 Crônicas 29.9


É muito sério abandonar o Senhor, pois o salário do pecado é a morte – a separação de Deus (Rm 6.23). Não há neutralidade na vida espiritual: quem se afasta do Altíssimo se torna servo do diabo. Por outro lado, as pessoas que continuam firmes na fé – embora tenham caído e se acertado depois com o Senhor – sempre serão atendidas em suas orações. Jamais despreze o dom do Deus, que é a vida eterna por intermédio de Jesus (Jo 4.10).

Em sua oração, o rei Ezequias reconheceu que os pais da nação judaica haviam transgredido. Ora, quem peca e não se conserta com Deus perde completamente a proteção dEle. Com isso, o inimigo encontra a porta aberta para entrar na vida dessa pessoa e, dependendo do caso, oprimir a família dela também. Desprezar o Senhor é renunciar a todo o bem e abraçar o poder do mal. Se você caiu, arrependa-se!

Segundo Ezequias, o desvio foi tão grande, que eles fecharam a porta do alpendre – corredor de entrada do templo. Quem se recusa a voltar para a casa de Deus apaga a luz divina em sua vida. Segundo o rei, seus antecessores não se importaram em manter a luz acesa e deixaram de queimar incenso na casa do Senhor, o que significa ausência de louvor e adoração.

O desvio tem um custo alto. Para o diabo, você não passa de um objeto a ser usado por ele em seus sujos propósitos. Então, depois, ele tenta destruí-lo para você não se converter nem voltar para o Senhor. Os desviados são entregues à perturbação, à assolação e ao escárnio. Infelizmente, apesar de terem sido como luz na obra de Deus, muitos, hoje, são tições apagados.

Não há como uma pessoa se envolver com o maligno e escapar ilesa. O erro trará um resultado bastante sofrido. Os pais caíram, e os filhos e as filhas, bem como demais familiares, foram para o cativeiro. Com isso, só restaram dor e tristeza. Como teria sido diferente, se eles tivessem permanecido fiéis em servir ao Altíssimo! É preciso parar de pecar, a fim de não causar maldição aos seus. Portanto, volte-se para o Senhor, que é misericordioso.

A descrição do que aconteceu com Judá parece o relato atual da vida de muitos que se afastaram do Altíssimo e se envolveram com as coisas da carne e do mundo. No entanto, quando o Espírito Santo deu o toque no coração do rei, ele sentiu que uma aliança com Deus deveria ser feita, pois isso desviaria o ardor da ira sobre eles. Faça o mesmo e seja abençoado!

O aviso do Senhor diz que não podemos ser negligentes, pois fomos escolhidos para estar diante dEle para Lhe servir. Portanto, não despreze a sua chamada, porque ela o livrará de padecer pela eternidade e o levará para viver ao lado do Altíssimo. A partir de agora, seja um ministro de Deus, dando a Ele o devido louvor. Seja o que Ele o escolheu para ser.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus, nosso Amigo! É lindo ver o Teu carinho pela nossa vida e felicidade, a ponto de insistir conosco para nos voltarmos para Ti. Não queremos ir além do que nos tens permitido. Precisamos de ajuda para voltar a Te amar e servir.

O lamento de Ezequias com o que os pais judeus fizeram falou ao Teu nobre coração. Com isso, perdoaste o erro que tanto mal fez ao povo. Pelo mesmo motivo, estamos diante de Ti para suplicar por misericórdia. Livra-nos dos mesmos pecados.

Queremos começar tudo de novo, buscar a Tua presença e usufruir da bondade do Teu coração. Assim, não mais sofreremos o ardor da Tua ira. Que possamos ter dias de bondade e amor vindos de Ti, para caminharmos na luz do Teu rosto. Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração