ongrace.com

> Mensagem de Hoje

18/05/2013 - O PROPÓSITO MAIOR DE DEUS

  • Envie por Email
  • Imprimir
E o SENHOR nos ordenou que fizéssemos todos estes estatutos, para temermos ao SENHOR, nosso Deus, para o nosso perpétuo bem, para nos guardar em vida, como no dia de hoje. E será para nós justiça, quando tivermos cuidado de fazer todos estes mandamentos perante o SENHOR, nosso Deus, como nos tem ordenado. Deuteronômio 6.24,25


Nesses versículos, vemos que há bênçãos à espera de quem observa os estatutos: quem temer o Senhor será recompensado com perpétuo bem, será guardado em vida, e isso lhe será por justiça. O segredo é cumprir todos os mandamentos divinos. Como isso é direção que veio dos lábios do nosso Criador, devemos levá-la a sério; afinal, ao cumprirmos os planos divinos, o bem virá até nós.

Temer o Senhor é respeitar a divina vontade em relação à nossa vida. Tudo o que Ele diz no Livro Santo é o que deseja que tenhamos e façamos. Ainda que algumas orientações venham de encontro à nossa vontade, e o homem natural não queira obedecer a elas, o melhor é aceitá-las, pois Ele sabe o que diz. Deus jamais ordenaria algo para nos prejudicar, escravizar ou impedir de sermos pessoas realizadas. Tudo o que o Altíssimo fala é para o nosso bem.

Há recompensa para a obediência: o nosso perpétuo bem. Alguém pode trabalhar com comércio, por exemplo, e ser bem-sucedido nessa área. No entanto, se o Senhor o chamar para fazer algo diferente – como ajudar os necessitados e pregar a Palavra aos pagãos em terras onde há perseguição –, que não lhe trará o lucro financeiro que tem obtido, ele deve preparar-se e ir; pois, na eternidade, será recompensado pela obediência.

Aqueles que cumprem os estatutos divinos serão guardados em vida. Portanto, do que mais precisamos? Com essa declaração do Senhor, Ele obriga-Se a guardar das investidas malignas os que Lhe obedecem. Logo, ninguém deve fazer coisa alguma por decisão própria; mas, se for de acordo com a chamada divina, deve resistir a qualquer diagnóstico ruim e, ao mesmo tempo, reivindicar que seja guardado em vida.

Então, o ato de cumprir os estatutos também lhe será imputado por justiça. Isso significa que, ainda que, em determinado momento, você esteja “no vermelho” por não ter observado bem algum aspecto da Palavra, e o maligno requeira de Deus permissão para atacá-lo, o Senhor considerará que a sua obediência ao chamado dEle é um ato de justiça maior; por isso, Ele não o entregará nas mãos do maligno.

É interessante notar que temos de obedecer, diante do Senhor, ao que nos é pedido com cuidado, para conseguirmos ir bem em tudo. Por isso, devemos estar sempre em comunhão com o nosso Deus e Pai, e, ao tomarmos alguma posição, fazer isso segundo a fé que Ele nos tem concedido. Não podemos cumprir Suas ordens com o semblante fechado, mas, sim, com alegria.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração