ongrace.com

> Mensagem de Hoje

05/08/2013 - PROCEDIMENTO SÁBIO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Exorta os servos a que se sujeitem a seu senhor e em tudo agradem, não contradizendo, não defraudando; antes, mostrando toda a boa lealdade, para que, em tudo, sejam ornamento da doutrina de Deus, nosso Salvador. Tito 2.9,10


Há coisas para as quais não conseguimos explicação nesta vida. Antigamente, havia pessoas que se tornavam servas de outras por vários motivos. A Palavra de Deus não pregava contra essa prática, pois a sua mensagem era para libertar o homem do verdadeiro cativeiro, que é o espiritual. Quando este acaba, ninguém mais faz do seu semelhante um servo. No Juízo, todo tipo de exploração do ser humano será julgado.

No entanto, como era costume deles, o Senhor orientava os servos a se sujeitarem a seu senhor. Hoje, será que Deus nos quer ver como partes das passeatas e demais protestos que consideramos justos? A verdade é que não, pois temos uma obra mais importante a fazer e, sem dúvida, somos os únicos capazes de realizá-la. Outros, que não têm o entendimento da Palavra de Deus, podem ser usados para tais protestos.

Os servos não deviam sequer contradizer o seu senhor; porém, ao serem libertos, poderiam ser, por meio do seu procedimento, portadores da mensagem para quem o escravizava. Este, então, entenderia que, pela felicidade do servo, a Palavra de Deus era a única solução para os seus problemas e, principalmente, para sua salvação eterna. Aqueles que conseguissem ganhar o seu senhor, ou outra pessoa, teriam ganhado mais do que a sua própria liberdade.

Que a escravidão era uma barbaridade não há dúvida e, com certeza, a vontade do Senhor é que ela terminasse. No entanto, a pior maldade era deixar as pessoas se perderem eternamente, sabendo que Jesus pagara o preço da redenção. Ora, aquele que for usado para levar alguém à verdadeira liberdade – a espiritual – terá feito a maior obra que um salvo pode realizar, e a sua recompensa será muito grande.

A lição que fica é que, hoje, devemos aproveitar a oportunidade que surge e, com a ajuda divina, levar as pessoas a entenderem o plano de salvação do Senhor. Os empregados podem e devem dar exemplo de lealdade, não defraudando em nada o empregador. Com isso, serão como ornamentos da doutrina de Deus, assim como eram os servos fiéis daquela época. Que privilégio! Podemos ser como ornamentos da vontade divina.

Se deixarmos as lutas do homem e passarmos a cumprir a vontade divina, estaremos optando por algo muito melhor. Como hoje não existe mais escravidão, como havia naquela época, podemos levar em consideração as orientações desses dois versículos e aplicá-las aos empregados. Em qualquer situação, o melhor é ser um pleno mensageiro de Deus.

Somente os salvos podem mostrar, pelas suas atitudes, que vale a pena servir a Deus em obediência e com alegria. O Senhor há de nos recompensar pelo que fizermos para com a Sua obra. É recompensador fazer a vontade do Altíssimo sempre.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Pai de amor! Muitas vezes, não sabemos por que algumas situações ocorrem; no entanto, o importante é usar tudo o que nos acontece para que o Teu Reino seja engrandecido. Com isso, seremos recompensados com as vidas que tirarmos do Inferno e levarmos para os Céus.

Sendo servos, ou livres, temos de fazer a Tua obra com amor. O nosso propósito deve sempre ser o de levar a luz para as pessoas em trevas, a fim de cumprir o Teu plano. Na eternidade, veremos o quanto valeu ser fiel a Ti.

Que os meus irmãos empregados, e os empregadores também, usem todos os meios para levar os perdidos à Tua presença. Que o nosso alvo seja sempre a continuação da obra que o Senhor Jesus começou a realizar. Ele sofreu, morreu e ressuscitou, e nós precisamos somente pregar a Verdade.

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

A Paz do Senhor!Missionario,tenho uma dúvida.Eu ter fé no caso de uma benção material que Deus me direciona e promete(exemplo:um emprego)não seria o mesmo que eu ser...

Prezado irmão Luís, A fé é trazer a existência as coisas que não podemos ver (leia Hebreus 11.1), não há possibilidade de ser orgulho, a menos que você permita que...

»VEJA MAIS