ongrace.com

> Mensagem de Hoje

17/08/2013 - TEMPO DE CONSOLAÇÃO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus. Falai benignamente a Jerusalém e bradai-lhe que já a sua servidão é acabada, que a sua iniquidade está expiada e que já recebeu em dobro da mão do SENHOR, por todos os seus pecados. Isaías 40.1,2


A ordem do Senhor é que Seu povo seja consolado, o que, na linguagem bíblica, significa dar fim a todos os sofrimentos pelos quais passam os servos de Deus. Do lado do Pai, não há a menor razão para que os salvos vivam debaixo dos ataques do inimigo; do nosso lado, também não deveria haver. A verdade é que falta tão somente buscar na Palavra a verdade sobre qualquer assunto e, tendo-a encontrado, crer nela.

A mensagem deve ser entregue suavemente à Igreja. O Senhor não quer que os Seus filhos considerem que é necessário sacrifício para receberem o que é deles por direito. Ora, não vem do Altíssimo a orientação de que a bênção nos será dada se formos bonzinhos, se dermos alguma coisa, ou por algum motivo pessoal de Deus. Os salvos devem ser tratados com brandura, e, ao mesmo tempo, basta que creiam para que a obra seja feita.

Como existe muito ensinamento religioso e falso, faz-se necessário bradar – gritar em voz alta –, a fim de que todos entendam que a sua servidão acabou. Não é possível que os salvos continuem debaixo do poder do maligno. Ao receber Jesus, fomos tirados do império das trevas e transportados para o Reino de Jesus (Cl 1.13). Agora, devemos bradar isso para que o povo de Deus acorde e se assuma em Cristo.

A iniquidade nos separava do Altíssimo; porém, ela foi expiada. Isso deve sempre ser anunciado, pois não existe mais nada que possa ser feito a respeito dela, a não ser confessar e receber o perdão divino. Não há essa história de que o Senhor, talvez, não nos queira perdoar. Ele já Se deu por satisfeito há mais dois mil anos, quando Jesus Se tornou pecado em nosso favor. Por isso, creia e reivindique o seu lugar em Cristo. 

Por todo prejuízo que o pecado nos acarretou recebemos unção em dobro das mãos do Senhor. Antes do Calvário, não era possível que nos aproximássemos de Deus; contudo, agora, com a morte e a consequente ressurreição de Jesus, nada pode separar-nos do Altíssimo. No novo nascimento, fomos completamente refeitos em Cristo e, nEle, estamos para sempre.

A unção sobre nós é dupla. Ao nos vingar, o Senhor nos devolveu o dobro de poder que havia concedido a Adão. Agora, podemos expulsar demônios, temos a prerrogativa de determinar que se faça o que a Bíblia anuncia e exigir a saída de toda vida microscópica que provoca doença em nós. Com essa unção dobrada, devemos fazer o dobro do que originalmente podíamos.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus Criador e Sustentador! Como é bom saber que o Teu desejo é que o Teu povo seja consolado. Essa é a nossa missão e, com a Tua ajuda, iremos cumpri-la. Sei que há muito para ocorrer conosco a fim de que cheguemos ao ponto que nos poderás usar.

Temos de entregar a mensagem não só de modo suave, mas também bradá-la aos ouvidos de todos. É preciso fazer o Teu povo acordar do sono espiritual que caiu sobre a humanidade e, desse modo, levar todos a entenderem o quão fácil é ser usado por Ti e cumprir o Teu plano.

Senhor! Há muita gente sofrendo desnecessariamente. Que a verdadeira fé seja entendida e pregada, pois, assim, uma multidão que só conhece sofrimento e vive chorando irá levantar-se para honrar a Ti. Obrigado, Deus amado!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

MIssionário ...por favor divulgue mais este livro...pois fiquei impresionado ..era o que eu precisava para minha libertação das coisas relacionadas ao sexo...que que assim...

Estamos divulgando o livro O Porquê do Hímen justamente pelas razões que vc aponta. Trata-se, inegavelmente, de uma resposta à onda permissiva e carnal que tomou conta de...

»VEJA MAIS