ongrace.com

> Mensagem de Hoje

21/07/2016 - VALE DA BÊNÇÃO

  • Envie por Email
  • Imprimir
E, ao quarto dia, se ajuntaram no vale de Beraca, porque ali louvaram o SENHOR; por isso, chamaram àquele lugar vale de Beraca, até ao dia de hoje. 2 Crônicas 20.26


É triste ver pessoas que não voltam para agradecer o que receberam. Em meu ministério, se todos os que receberam a cura tivessem sido gratos ao Altíssimo e se firmado na fé, teríamos uma das maiores congregações do país. Mas, infelizmente, muita gente prefere fazer o que acha correto e, muitas vezes, paralisa a ação de Deus em sua vida. Um milagre não é tudo o que Ele pode fazer, e sim o início.

A ingratidão é uma investida demoníaca em quem começou a ser abençoado, como aqueles nove leprosos que não voltaram para dizer obrigado pela cura da lepra, uma das mais terríveis enfermidades no início da Era Cristã. Por isso, só o samaritano que voltou para agradecer recebeu a salvação. Muitos reclamam que, com o tempo, já não são mais atendidos em suas orações. Porém, precisam saber que o erro está neles, e não em Deus.

Há quem use a fé para ser curado, mas, depois, desvia-se da presença do Pai. Jesus ensinou que o espírito maligno, após sair de um ser humano, anda por lugares áridos procurando repouso e, por não achar descanso, decide voltar para a casa de onde foi expulso. Achando-a vazia, varrida e ornamentada, traz consigo outros sete demônios piores do que ele, e o último estado dessa pessoa é pior do que o primeiro (Mt 12.44,45). Vigie para não ficar pior!

O exército de Judá agiu de maneira diferente. Após recolher o despojo, foi ao vale da bênção louvar o Senhor pelo grande livramento. Já vi pessoas chegarem ao cúmulo da ignorância, pois, depois de atendidas pelo Altíssimo, disseram que o poder celestial não as ajudou, e sim outras fontes. No Rio de Janeiro, os pais de um jovem que teria a perna amputada declararam que um espírito maligno também colaborou para a cura dele. Então, o mal voltou, e a perna foi cortada.

Os servos de Deus passaram três dias carregando o despojo, pois era abundante. No quarto dia, em vez de descansar, foram agradecer Àquele que os livrou do sofrimento. Quem dá um copo de água fria a um discípulo de Jesus não ficará sem a recompensa. Porém, muita gente, ao receber uma cura, sequer diz obrigado. Quem souber agradecer será atendido outras vezes. 

Temos de louvar a Deus pelas Suas maravilhas, não dando ao diabo a chance de voltar. Não é bom esquecer-se de nenhum só dos benefícios do Senhor. Ainda que os consideremos pequenos ou insignificantes, não devemos nos conformar com as mentiras do inimigo. Ele nos leva a ser ingratos com o Onipotente, porque sabe que, se não dermos o devido louvor a Deus, nós nos privaremos de novas operações do poder divino.

Eles batizaram aquele lugar de vale da bênção. Você há de encontrar um novo nome para onde você for agradecer a Deus pela obra feita em seu favor. Seja sempre agradecido a Ele e ao irmão que orou pela sua vida. Não deixe de repartir com ele o despojo da batalha. Seja generoso!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus das bênçãos! Queremos transformar muitas praças, ruas e vilas em lugares de bênçãos. Agradecemos a Ti pelas bênçãos que nos dás sobre os nossos inimigos. Obrigado por nos conduzires em vitória!

Como o povo de Judá poderia enfrentar aquelas nações que tentaram envergonhá-lo? Se Tu não estivesses com eles, nada teria ocorrido. Eles se apressaram a ir ao vale da bênção para Te louvar. Que sempre Te louvemos, pois a glória é Tua!

Leva-nos a fazer o que Te agrada. Não há como o Teu povo ser derrotado, se agir sobre a Tua Palavra, agradando a Ti. A Tua mão seja sobre aqueles que Te amam e Te buscam. Obrigado, amado Deus!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário não sei se esta acompanhando esse documentario sobre Judas escariotes creio que sim. Que ele não teria traído Jesus e sim Jesus teria falado pra que ele O...

Como assim, "se isso é verdade"? Minha irmã, a verdade está na Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus (Jo 17.17). Por que pôr em desconfiança as afirmações bíblicas,...

»VEJA MAIS