ongrace.com

> Mensagem de Hoje

31/08/2012 - VOLTA PROIBIDA

  • Envie por Email
  • Imprimir
E Abraão lhe disse: Guarda-te, que não faças lá tornar o meu filho. Gênesis 24.6


O patriarca dos hebreus estava com cerca de 140 anos quando sentiu que deveria mandar buscar uma noiva para seu filho, na sua terra. Ele havia obedecido a Deus, no entanto, a vida não era fácil para ele nem para seu descendente. Isso demonstra que a trajetória do servo do Senhor sempre é feita de desafios, mas quem teme o Altíssimo deve esperar a direção divina, que, sem dúvida, vem no tempo certo. 

Abraão guardava no coração a ordem divina de sair de sua terra e parentela. Deus queria Seu servo distante do que faziam as pessoas da sua terra natal, para que não se contaminasse com o que existia por lá. O amigo de Deus deveria seguir a direção dos Céus e nunca retroceder, pois, se o fizesse, não agradaria a quem o chamara para tão nobre missão. Além disso, sua obediência colaborava com o plano redentor do Senhor.

A proibição se estendia ao seu descendente, Isaque. A volta para o local de onde havia saído poderia ser uma armadilha. Há muitos que se perderam na fé por terem voltado “aos seus”. Quem retrocede na fé não agrada ao Altíssimo; por outro lado, os que são chamados devem caminhar rumo ao alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus (Fp 3.14b).

As ordens divinas jamais são anuladas ou canceladas. Por isso, Abraão compreendeu que não podia voltar para sua terra, nem sua descendência deveria fazê-lo. Quem foi convocado para ser parte do povo de Deus deve cuidar para que nem ele nem os que descendem dele voltem às práticas que, no mundo, são normais. O Senhor exige dos Seus servos responsabilidade aos Seus mandamentos. 

O casamento, a educação, a profissão e o que fazem os nossos filhos são parte da nossa responsabilidade. Abraão sabia que Isaque não deveria casar-se com uma mulher de outra raça; por isso, não transigiu a ordem divina. O patriarca deu instruções precisas ao servo que enviou à sua parentela: encontrar a mulher certa para compor a família de Abraão e ser parte de sua bênção. Ora, o casamento do salvo com quem não pertence à família de Deus é proibido por Ele (2 Co 6.14).

Abraão orientou seu servo a ter cautela, pois aquela era uma missão de fé. Ele deveria ficar sensível à direção divina, que o levaria ao encontro da escolhida; a noiva também seria parte do plano celestial. Até nos dias de hoje, quem obedecer ao Senhor verá que Ele jamais deixa de cumprir Sua Palavra. Logo, o que crê nunca deve apressar-se, mas, com firmeza, seguir a direção até que veja cumprida sua missão. 

O servo de Abraão seguiu à risca o traçado de seu senhor. Assim, voltou com Rebeca, que – ao ver Isaque de longe, o qual saíra para orar no campo – sentiu ser ele o escolhido de Deus. É muito bom quando dois corações sentem o pulsar do Senhor ao mesmo tempo e, então, com temor e tremor, recebem-se como marido e mulher, honrando a chamada divina.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Em Lucas 16:19 a parabola do rico e do Lazaro deixa claramente que não é possivel o mundo dos mortos terem contato com o dos vivos, porém no AT quando Deus proibe o seu povo...

O que o Senhor Deus faz em Deuteronômio 18 é alertar fortemente Seu povo para os enganos e maquinações do inferno que os pagãos de Canaã praticavam. O diabo não mudou e...

»VEJA MAIS