15/01/2020 - LIBERTADOS DA ANGÚSTIA

Invoquei o SENHOR na angústia; o SENHOR me ouviu e me pôs em um lugar largo. 

Salmo 118.5

Sabemos que, no mundo, passaremos por momentos de angústia, nos quais parece que Deus nos abandonou, apesar de sermos discípulos de Jesus. Porém, Ele nos advertiu sobre isso ao nos exortar a termos paz (Jo 16.33). O salmista aprendeu o segredo para sair da aflição: invocar o Senhor. Isso significa orar com contrição interior, concentrando-se com fé na promessa que garante o livramento divino. Clame!

Quando se sentir inquieto, não deixe o diabo terminar a tentação na sua vida e sair vitorioso. Apenas siga a orientação do Senhor (Sl 50.15) e descanse na paz concedida por Ele. A Palavra declara que nenhuma arma forjada contra os servos de Deus prosperará (Is 54.17). Nada nos vencerá, se juntarmos as nossas forças e fizermos a oração da fé. Ao se sentir atormentado, invoque a Deus e considere a obra feita. Ele o livrará, e você o glorificará!

Devemos orar ao Pai ao sentirmos que estamos sendo afligidos. Ora, Cristo nos resgatou para experimentarmos a verdadeira liberdade (Gl 5.1). Por isso, nunca devemos deixar o inimigo voltar a agir em nossa vida. No momento da dor, ligue-se no Senhor e rogue a Ele com todas as suas forças, exigindo que o mal saia no mesmo momento. Depois disso, o segredo é crer que foi ouvido. Louve a Deus!

Orar sem fé, ou agir sem confiança, é o mesmo que confessar que o adversário é mais forte do que você. Lembre-se do que está escrito: Jesus nos deu poder sobre as artimanhas maléficas, e nada nos causará dano (Mc 16.17,18). Caso se sinta inferior, o adversário o vencerá, porque você não está dando a devida atenção ao que o Altíssimo diz acerca da sua posição como servo dEle. O Pai jamais o deixará em desvantagem!

Jamais permita que o tentador o afaste de Jesus. Entre em oração, confessando seus pecados. A seguir, percebendo que está sendo fortalecido pelo Senhor, repreenda o mal que o apavora e o faz padecer. Nessa hora, você demonstrará se crê ou não em Deus. O salvo não tem de temer as investidas malignas, e sim colocar o tentador no lugar dele: debaixo dos pés. Esteja certo de uma coisa: o Pai celestial não o abandonará!

Toda vez que você fizer algo segundo a Palavra, em o Nome de Jesus, confie, pois a vitória já é sua (Jo 14.13). Por que o Todo-Poderoso não daria ouvidos a você – mas somente ao salmista –, se Ele não faz acepção de pessoas? Os cristãos – parecidos com Cristo –, muitas vezes, procedem como se parecessem com o derrotado Satanás. Misericórdia! Você não será vencido se agir com fé.

Além de nos ouvir, o Senhor nos coloca em um lugar largo, em ampla liberdade. Ele não somente nos alivia das cargas (sofrimentos, preocupações, dores, injustiças etc.), mas também nos conduz a uma posição espiritual relevante. Assim, nenhum mal poderá atingir a nossa vida. Com Jesus, a liberdade é real e duradoura.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares