07/07/2013 - ATITUDE INSANA DO ÍMPIO

E aconteça que, ouvindo as palavras desta maldição, se abençoe no seu coração, dizendo: Terei paz, ainda que ande conforme o bom parecer do meu coração; para acrescentar à sede a bebedice.

Deuteronômio 29.19

Os israelitas entraram na Aliança do Senhor quando foram chamados por Moisés para estar diante de Deus. Eles teriam de observar as palavras da Aliança para se tornarem parte dela. O mesmo deve ocorrer conosco em relação à Nova Aliança, por meio da qual temos o perdão dos pecados, a cura de nossas enfermidades e a proteção do Altíssimo. Caso contrário, ficaremos de fora desse maravilhoso Pacto, feito no sangue de Jesus (Lc 22.20).

Há pessoas que se acham capazes de escapar das maldições sem a ajuda divina. Elas enganam-se muito, pois a única maneira de o homem se livrar das investidas malignas é servir a Deus. A fé em Cristo é uma fortaleza impenetrável, onde nos refugiamos do adversário. Coitado de quem pensa ter achado um meio de ficar livre das ações satânicas fora da salvação providenciada na cruz!

O homem longe do Senhor chega a certas conclusões que se igualam a pensamentos infantis. Ele age como quem ainda não tem o juízo formado e, por isso, acha-se especial. Uma de suas atitudes é concluir que pode obter paz, mesmo andando na perversidade do seu coração. Sem saber, o seu pecado abre a porta para o inimigo entrar e fazer a destruição. Só quem anda com o Altíssimo consegue ficar livre de fato.

O povo de Deus não pode entregar-se à bebedice física nem à espiritual. Apesar de isso parecer algo simples, que compete a cada um decidir se fará ou não, o Senhor  proibiu os Seus de se darem a tudo o que é fermentado, como aconteceu na ocasião em que o anjo do Senhor anunciou a Zacarias que sua esposa, Isabel, daria à luz um filho (Lc 1.13-15). A bebida física e as doutrinas que diferem da bíblica devem ser evitadas, pois levam seus usuários a saírem tanto da normalidade física como da espiritual.

Todo aquele que peca deliberadamente corre o grande risco de não ser perdoado, pois é imensa a maldade de quem age dessa maneira (Hb 10.26-31). Se isso vem ocorrendo com você em relação a algo que parece a única alternativa para o seu sucesso, pare o quanto antes. Quando o pecado não é intencional, se a pessoa o confessar e se arrepender, não voltando a praticá-lo, ela é perdoada e liberta do demônio que a tentou.

O Senhor avisa que fumegará Sua ira e Seu zelo, bem como as maldições descritas nas Escrituras, sobre os que pecam conscientemente, até que seus nomes tenham sido apagados debaixo do céu (Dt 29.20). Portanto, jamais permita que Satanás o leve a errar. Os que não derem ouvidos à Palavra do Senhor terão de enfrentar muitos problemas.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares