01/08/2013 - O MINISTÉRIO DA PAZ DE DEUS

E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

Filipenses 4.7

Antes de mais nada, vamos entender o que é a paz que o Senhor tem em Seu coração. Sem dúvida, ela é algo maravilhosíssimo! Como Deus é perfeito, tudo o que Ele faz, possui, planeja ou executa é da melhor qualidade. Ao nos dar a Sua paz, Ele nos está concedendo o que há de melhor todos os sentidos. O Altíssimo não nos está concedendo algo que fez para nós, o que já seria bom, mas o que Ele fez para Si mesmo.

Essa paz excede todo entendimento, e não há como alguém conseguir esquadrinhar ou entender o potencial e a essência da paz do Senhor. Ela tem como missão guardar o nosso coração; sem ela, ficamos descobertos para as investidas do inimigo. Mas, guardados por ela, podemos descansar e jamais teremos parte alguma do nosso ser invadida pelas ações do príncipe das trevas.

Uma das estratégias do inimigo é fazer com que estejamos sob pressão. Ele sabe que não temos estrutura suficiente para resistir por muito tempo às pressões da vida. Por isso, ele fará tudo o que pode para nos tirar da nossa posição em Cristo. Contudo, se estivermos revestidos com a paz do Senhor, não haverá a menor chance de o inimigo conseguir penetrar em nossa vida e levar-nos ao pecado ou ao sofrimento. É importante ter a paz do nosso Pai.

É no coração do homem que as decisões são tomadas. O Senhor disse que a boca fala do que está cheio o coração, e é por isso que a maioria dos cristãos fala o que não presta e confessa o fracasso, dando ao inimigo o senhorio da vida deles (Mt 12.34). No entanto, se o coração deles estiver fortificado com o Verbo divino, não se expressará com coisas negativas ou imundas. Por isso, é imprescindível enchê-lo do que é bom.

Ora, sabendo que a boca fala do que está cheio o coração, se, nele, houver a mesma paz que existe no do Senhor, falaremos positivamente, de acordo com a vontade divina. Portanto, já que o Espírito Santo mandou Paulo escrever que podemos ter a paz divina, cabe a nós fazermos disso um motivo de oração. Dessa forma, nós nos cercaremos de bens. Para tanto, basta observarmos como temos vivido, pois isso demonstra o que tem saído da nossa boca.

Com a paz do Altíssimo inundando a sua vida, o seu coração fornecerá material para a sua boca falar o que agrada ao Pai e, assim, você não dará à luz más palavras. Na verdade, só deveríamos produzir coisas boas; com a paz do Onipotente em nós, até os nossos sentimentos serão puros e nos ajudarão no caminho para a vitória. Não desperdice essa oferta sem igual, feita pelo nosso Pai, visando ao nosso bem.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares