26/08/2013 - MARAVILHAS ESPECIAIS

E Deus, pelas mãos de Paulo, fazia maravilhas extraordinárias.

Atos 19.11

O Senhor dá o toque e, se crermos no que Ele nos diz, a obra será feita. No entanto, na maioria das vezes, por estarmos fora da comunhão, nem nos apercebemos que Ele está falando-nos algo. Em tudo o que Deus fala, há o poder necessário para fazer aquilo que Ele anuncia. Porém, esse poder só opera à proporção que usamos a nossa fé. O bom é dar atenção e assumir o que Ele nos anuncia no momento que tomamos conhecimento.

A nossa instrumentalidade é necessária. Se Paulo não tivesse acreditado que seus lenços e aventais, em vez de serem levados para a lavanderia, deveriam ser colocados sobre os sofredores, nenhum deles teria sido curado por esse método especial. Apesar de isso não estar escrito na Bíblia, ele sentiu de Deus que deveria fazer desse modo e, a exemplo de outros elementos usados com propósito semelhante, seguiu a sua fé, e o Senhor realizou maravilhas.

Se Elias tivesse desprezado a carne e o pão que os corvos lhe traziam diariamente, teria morrido de fome ou se entregado a Acabe. Então, alguém poderia ter escrito que Deus não cuidou do Seu servo. Sem dúvida, todas as vezes que pedirmos a ajuda divina, ela virá; porém, por não crermos que o Senhor nos atenderá, deixamo-nos levar pela incredulidade e perdemos a bênção.

Se Davi não tivesse seguido a direção do Altíssimo, quando os filisteus foram contra ele no monte Perazim, ele poderia ter visto o seu reino e a sua vida serem destruídos pelo povo que o odiava. No entanto, como ele creu no Altíssimo, no mesmo momento, tornou-se uma máquina de guerra, como o rebentar de um açude, e derrotou os filisteus. A nossa fé é importante para o Senhor operar.

Foi a incredulidade dos israelitas que os fizeram andar 40 anos no deserto. A falta de fé que Pedro demonstrou o fez afundar, quando já havia andado um bom pedaço sobre as águas. A mesma coisa acontecerá com quem desprezar a Palavra que Deus lhe dá. No entanto, notável foi a confiança que Sadraque, Mesaque e Abede-Nego demonstraram ao serem ameaçados de serem jogados na fornalha aquecida sete vezes mais.

Filipe obedeceu ao Senhor e, em fração de segundos, foi transportado para o deserto para evangelizar o eunuco da rainha de Candace. Ele teve a condução mais rápida e perfeita de todos os tempos, a qual não causa nenhum mal nem desconforto. Quem obedece sempre é bem-sucedido em seus feitos. Já os que duvidam nada recebem do Altíssimo.

Jonas podia ter evitado ser engolido pelo grande peixe e não ter passado três dias e três noites no ventre do peixe. Ele poderia ter sido transportado pela “limousine” mais luxuosa até Nínive, mas preferiu ir pelo caminho oposto e conheceu o que é sofrimento. Após Jonas aprender que não se pode brincar com o Altíssimo, Deus salvou os assírios por intermédio desse profeta.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares