15/04/2015 - FUJA DA CONTENDA

O que ama a contenda ama a transgressão; o que alça a sua porta busca a ruína. 

Provérbios 17.19

Há pessoas que adoram confusão. Elas discutem e, algumas vezes, chegam à luta física, pois gostam de mostrar que estão do lado da razão. Se depender delas, é desmascarado quem elas acham errado. Outras fazem tudo para se apresentarem como as certas em qualquer assunto. Porém, a contenda a que a Palavra se refere é bem maior do que essas querelas de alguns: trata-se da transgressão eterna.

A grande contenda começou no Éden quando o diabo enganou Adão e Eva (Gn 3.1ss). Hoje, há muita gente que se deixa iludir e torna-se parte dessa grande transgressão, cujo fim será desastroso. Os filhos de Deus devem ser prudentes e não entrar nessa situação que trouxe o inimigo para o nosso mundo e, ao mesmo tempo, separou-nos do Pai. Diversos indivíduos estão se afastando do Senhor.

Os sábios – aqueles que temem o Todo-Poderoso – sempre estão alerta e, no momento em que algo lhes é proposto, procuram ter o testemunho de Deus. Então, com a sabedoria do Alto, distanciam-se o bastante para não serem envolvidos pelo maligno. Ora, de Deus só vem a paz para quem cumpre a maravilhosa Palavra. No entanto, para os ímpios – aqueles que não têm o temor de Deus –, ela não existe.

Defenda-se das propostas do diabo, como Jesus fez no deserto. Como sempre, o príncipe das trevas usou as Escrituras de modo torcido e fez isso para tentar ganhar alguns piedosos. A maneira de ele atuar continua a mesma, trazendo conflitos às mentes que lhe dão alguma atenção. O inimigo é tão pernicioso, que, quando alguém lhe dá ouvidos, embora sem o menor interesse, já sai contaminado por alguma de suas flechas venenosas. Fique longe dele!

Satanás tem sido bem-sucedido em enganar muitos. A falta de preparo na Verdade leva os imprudentes a examinar suas táticas e se deixarem conduzir pelo que é comum nele: a mentira. Então, uma vez corrompidos, perdem o temor a Deus, prestam-se a pegar o tal fruto, como fez Eva, e veem que ele é bom para se comer; agradável aos olhos e desejoso para dar entendimento (Gn 3.6).

Jamais libere a sua porta para quem não é enviado pelo Senhor, tampouco o enalteça, pois pode ser a sua ruína. Os demônios estão procurando pessoas para desviá-las dos caminhos da salvação e, assim, levá-las à perdição eterna. É preciso ser cauteloso para não se deixar confundir, porque quem der crédito ao diabo, um dia, vai se desesperar ao ouvir a sua condenação. E, embora se diga arrependido, não conseguirá o perdão.

Você agrada a Deus quando se cala e deixa-O agir (Êx 14.14). Calar é não usar os seus argumentos, e deixar o Senhor agir é empregar o que Ele diz em Sua Palavra. Você pode colocar um ponto-final no seu sofrimento, citando o Livro Santo e crendo que aquilo se realizará.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares