26/09/2015 - PARA QUE TIVESSEM O PODER

E para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios. 

Marcos 3.15

Em toda a Escritura Sagrada, vemos a preocupação do Altíssimo com o sofrimento que veio sobre o homem por causa do pecado cometido por Adão. Ao vê-lo escondendo-se por estar nu, o Senhor logo preparou um tipo de roupa para que ele não ficasse desconfortável. Mesmo sendo Deus que o criou do pó da terra, de maneira que Ele conhecia cada célula daquele corpo, fez túnicas de peles de animais para cobrir a nudez de Adão e Eva.

Nos dias de Abraão, em resposta à oração do patriarca, Deus fez um milagre na casa de Abimeleque, rei de Gerar, curando sua mulher e suas concubinas que não podiam ter filhos. Ao levar Abraão a orar para que o milagre ocorresse naquela casa, o Senhor ensinou que devemos orar por todas as pessoas, salvas ou não, para que a Sua obra seja feita em qualquer lugar. Devemos usar a autoridade do Nome dEle em favor de quem dela necessita. 

No tempo de Moisés, durante a caminhada pelo deserto, inúmeras vezes, Deus atendeu à oração do Seu servo, providenciando meios para curar os enfermos, como no caso do aparecimento das serpentes que dizimavam o povo santo. O pecado havia feito cobras venenosas aparecerem. Por causa disso, o Altíssimo orientou Moisés a moldar uma serpente de metal e colocá-la em um poste, como sinal de que Seu Filho viria nos redimir.

Na época dos profetas, Deus os usou para levar a cura ao povo. Por intermédio de Eliseu, Naamã, comandante do exército sírio, foi curado ao mergulhar sete vezes no rio Jordão; a sunamita estéril, por iniciativa divina, foi sarada. Em muitas partes da Bíblia, vemos que Deus mandou Seus servos anunciarem que não se esquecessem de que Ele restaura o homem de todas as enfermidades, como Davi escreveu no Salmo 103.3.

Isaías teve uma visão do que aconteceria no Calvário quando Jesus sofreria nossas dores e doenças nas feridas que fizeram em Seu corpo. Mateus falou sobre isso, e Pedro, que era um dos 12, garantiu que, pelas Suas chagas, fomos sarados. Este, por sua vez, foi usado em Jerusalém a ponto de as pessoas colocarem os enfermos nas praças e ruas, para que a sombra dele os cobrisse e, assim, os curasse e libertasse.

O próprio Senhor Jesus é o maior exemplo de que o Senhor deseja curar os enfermos, pois dois terços do Seu ministério foram dedicados a erradicar o sofrimento, curando leprosos, coxos, paralíticos, surdos, mudos, cegos e demais sofredores. Cristo garantiu que os que nEle cressem fariam as obras que Ele fazia. O mundo está esperando o aparecimento dos que creem em Deus. Assim, veremos maravilhas sendo realizadas.

Não se engane: quem recebe a missão de ficar perto do Senhor e a atende será usado para a cura dos enfermos e a libertação dos oprimidos. Mas aqueles que só querem usar o prestígio de ser servo de Deus, mas não se consagram nem saem para fazer a vontade dEle, nada terão para provar que foram enviados pelo Pai. O Altíssimo precisa de servos autênticos e destemidos. Os milagres nos identifica melhor.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares