10/12/2015 - BÊNÇÃO E MALDIÇÃO NA TERRA DA PROMESSA

Eis que hoje eu ponho diante de vós a bênção e a maldição. 

Deuteronômio 11.26

A escolha que fazemos no dia a dia prova se acertamos ou fomos enganados pelo diabo, pois os resultados mostram a quem temos servido. Não é bom obedecer a quem é mau caráter, que sempre fala a mentira, cuja natureza é nociva e perniciosa em todos os sentidos. Satanás tem ódio do homem por um simples fato: o ser humano é a imagem e semelhança de Deus. Por isso, ele faz de tudo para acabar conosco. Em hipótese alguma, dê a sua palavra ao inimigo.

A verdade é que não encontramos pessoas em juízo perfeito que digam preferir a maldição, mas, se observar como elas vivem, você achará muitas que fizeram essa escolha sem saber. A Bíblia afirma: Todo aquele que comete pecado é servo do pecado (Jo 8.34). Tendo obedecido ao inimigo em qualquer tentação, a pessoa só conseguirá se livrar desses laços caso se arrependa verdadeiramente. Prefira sempre servir Àquele que é bom.

O padrão para o homem viver se encontra na oração do Pai-nosso, a qual Jesus nos ensinou, para que a vontade divina seja feita na Terra como tem sido feita nos Céus. Sem dúvida, nos Céus, não há ninguém sem perna, coxeando, usando óculos ou gritando de dor. Uma vida livre desses problemas é a que Deus deseja para quem é convocado por Ele para cumprir o Seu plano. É só orar e acreditar que o Senhor já lhe proporcionou um viver abundante.

A escolha de ser abençoado ou amaldiçoado é de cada um. Você tem a opção de decidir o que terá ou não. Sem dúvida, todos dirão que desejam viver bem, ser abençoados e bem longe da operação dos demônios. Porém, quem ama algo errado e, no fundo do coração, deseja praticar algum delito já está em pecado. Ainda que confesse que almeja a bênção, ela estará sempre longe desse indivíduo, pois as dádivas do Senhor não podem estar ao lado de quem não serve a Ele.

Quem se decide pelas bênçãos recebe o pacote completo. No entanto, se desprezar o Autor delas, ou aceitar a oferta do maligno, perderá tudo. Andar pela fé é como andar de bicicleta; se você parar, terá de descer dela. Os que optam pela maldição recebem todas elas, incluindo a separação completa do Senhor. Por que alguém seria tão insensato a ponto de amar a maldição, abrindo-se para o diabo operar nele?

A escolha é definitiva. Porém, se alguém abraçar a perdição e sentir que errou, tendo tempo, poderá se voltar para Deus. Mas, cuidado! Nem por um minuto queira estar nas mãos do adversário, porque, como ele é mau, ao tê-lo nas mãos, poderá acabar com a sua vida em um segundo, e você jamais terá condições de se arrepender. Mesmo que ele não consiga fazer isso, as sequelas que deixará em sua vida serão duradouras e muito sofridas.

Os que optam pela bênção devem buscar de Deus sempre um aprimoramento, pois, quanto melhor viverem, mais serão abençoados. Como o Senhor é bom, sempre nos surpreende com Suas ofertas abençoadíssimas. Quem anda com Ele nunca é visitado ou oprimido por nenhuma força maligna, a menos que atenda a ela.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares