26/07/2016 - A LIÇÃO NÃO FOI APRENDIDA

Porém, depois disso, Josafá, rei de Judá, se aliou com Acazias, rei de Israel, que procedeu com toda a impiedade.    

2 Crônicas 20.35

Parece que o rei Josafá gostava não só de ver o Senhor operar, mas também de provocá-Lo, pois se aliou ao filho de Acabe, homem perverso conhecido por agir com impiedade. Ora, quem não ama a Deus não serve para ser nosso amigo, tampouco sócio em qualquer empreitada. Não devemos evitar os ímpios, mas temos de lhes dar o recado santo com toda a seriedade desse ato, como representantes do Senhor excelso.

Por que o rei de Judá não ponderou antes de aceitar a proposta para construir um estaleiro com o ímpio Acazias? Entenda: a falta de temor nunca acabará bem. Muitas vezes, um cristão fiel a Deus se deixa levar pela tentação de se aliar a alguém que ele nem conhece, mas diz ter feito uma incrível “descoberta” para enriquecimento. Ora, quem se junta ao infiel prova não temer o Senhor. O filho que envergonha vive à procura do ouro que nunca encontra.

Jesus declarou que a fascinação das riquezas tem o poder de atrapalhar a Semente eterna de produzir os planos de Deus (Mc 4.19). Muitos se deixaram conduzir por Satanás e, hoje, em completa frustração culpam o Senhor pelo insucesso deles. Como Deus poderia abençoar a empresa de construção de navios de Josafá, se o seu parceiro era um homem impiedoso? Veja com quem você vai se unir, pois a responsabilidade das consequências desse ato será toda sua.

Juntar-se ao filho do homicida e o homem ímpio não dá bons frutos. A história mostra pessoas que acreditaram na mentira e, depois, perceberam um erro ainda maior: deixaram a Palavra de lado. Quem serve a Deus, primeiro, deve consultá-Lo com intuito de saber se deve se associar até com alguém que se diz servo dEle. Há muitos mentirosos em nosso meio, por essa razão é necessário tomar todos os cuidados jurídicos, por exemplo, a fim de não ter surpresas desagradáveis.

Fique atento para não cair nos enganos do diabo. O inimigo tenta afastá-lo do maravilhoso plano do Altíssimo e, então, quando menos esperar, você perceberá que a sua oportunidade passou. Não desperdice nenhum conselho da Palavra; se o fizer, se arrependerá e, em muitos casos, terá sido tarde. Só temos este tempo para servir ao Criador; depois, na eternidade sem Deus, de nada adiantará pedir permissão para voltar a fim de terminar a obra. Faça tudo como o Pai orienta.

Mesmo com exemplos bíblicos desastrosos, vemos muitos salvos unindo-se aos perdidos em aventuras comerciais e laços de matrimônio. Ora, quem não ama o nosso Pai não nos ama também. A orientação bíblica é para guardar o que tem; ao agir dessa forma, ninguém tomará a sua coroa (Ap 3.11). Se for zeloso em cumprir as direções divinas, você será o único beneficiário. Do contrário, sendo relaxado na fé, será o responsável por sua derrota. 

O apóstolo Paulo nos advertiu a fugirmos da prostituição, pois quem se une a uma doutrina prostituta se faz um só corpo com ela (1 Co 6.16) e, por isso, não será ajudado pelo Todo-Poderoso. Una-se a Deus e você participará de uma Aliança inquebrável e eterna. Não há como o inimigo tocar naquele que ama o Senhor e faz Sua vontade: ele e Deus se tornaram inseparáveis.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares