20/08/2017 - MUITO A APRENDER DE JESUS

Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação, porquanto vos fizestes negligentes para ouvir.

Hebreus 5.11

O início do versículo-tema desta mensagem revela: temos muito a aprender sobre Jesus. Nem tudo foi dito a respeito do Mestre, porque aquelas pessoas, a quem a carta aos Hebreus se dirigia, foram negligentes e não ouviram o Senhor. Isso é muito sério! Isso os impediu de saberem mais de Cristo. O mesmo tem ocorrido conosco. Então, o segredo para reverter esse quadro é atender às ordens divinas, para que se cumpra a Palavra: Àquele que tem se dará, e terá em abundância (Mt 13.12a).

As nossas atitudes podem nos abrir o tesouro do conhecimento do Senhor ou fechá-lo. Há mais de dois mil anos, Jesus veio mostrar ao homem quem é Deus, o que Ele pode fazer pela humanidade e o que podemos ter dEle. Porém, em virtude da negligência humana, os nossos irmãos daqueles dias não conseguiram ter um pouco mais de luz acerca do significado de ter o Senhor.

Será que a segunda vinda de Jesus ainda não ocorreu por esse motivo? Quantas religiões surgiram e se espalharam pelo mundo, tornando-se um perigo para o cristianismo, por causa do pecado da negligência dos irmãos dos séculos anteriores. Isso nos impediu de conhecer mais o Salvador. Não é à toa que os cristãos sofrem tanto quanto os incrédulos. Quando a humanidade louva a Deus por alguém ter sido levantado com poder, logo essa pessoa cai em pecado e vergonha.

Cristo afirmou: Aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço e as fará maiores do que estas (Jo 14.12). No entanto, quando a humanidade teve notícia de um só dos Seus seguidores fazendo as mesmas obras realizadas por Ele? Meu Pai! Nada temos feito para o Senhor nos usar. Com isso, milhões morrem em pecado por não entenderem que o Evangelho é o poder de Deus (Rm 1.16). É preciso voltar a Deus, ou viveremos derrotados, reclamando da vida e culpando o próximo.

Onde está sendo usada a autoridade para silenciar tempestades, fazer os paralíticos andarem, aos doentes a cura, multiplicar pães e peixes e transformar água em vinho? Quem precisa de ajuda pergunta: “De que adiantou a vinda de Jesus, se, antes de Ele ter nascido, houve quem andasse pelo Espírito de Deus, passasse rios a seco, ressuscitasse mortos e limpasse leprosos?”. Onde podemos encontrar quem diga aos pecadores tudo o que eles têm feito? Misericórdia!

Meditemos nas Escrituras sem preconceitos e regras de hermenêutica. Nós nos dedicaremos a fazer aquilo que aprendermos ser certo; então, dirigidos pelo Espírito do Senhor, descobriremos o que os negligentes não têm condições de aprender, pois lhes falta a capacidade pertinente a quem coloca a Palavra revelada em prática. O ponto inicial do avivamento que varrerá o mundo está diante dos nossos olhos. Vamos agir agora ou esperar?

Os assuntos espirituais não são entendidos pela mente, e sim pelo que Deus nos ensina (1 Co 2.14). Não dá para racionalizar a Bíblia e criar uma doutrina, pois tudo o que procede do homem é carne (Jo 3.6), e esta para nada se aproveita. Porém, os ensinamentos do Altíssimo por meio da Palavra devem ser seguidos. Ora, dentro da revelação dada a nós há o poder necessário para sacudir o mundo.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares