24/02/2018 - O FIM DOS MALFEITORES

Porque cedo serão ceifados como a erva e murcharão como a verdura.

Salmo 37.2

Jesus disse que, na ceifa, os anjos do Senhor serão enviados aos quatro cantos da Terra para retirar primeiro o joio, composto pelos malfeitores, causadores de escândalo no Reino de Deus. Estes serão ajuntados em fardos para serem queimados (Mt 13.30). É preciso avisar aos membros da família de Deus que, por terem sido salvos, não se preocupam com seus atos, pois pensam estar com a salvação garantida. Porém, a Palavra não diz isso. Misericórdia! 

Fuja de quem se diz salvo, mas anda segundo o conselho dos ímpios (Sl 1.1), achando que jamais perderá a salvação. Veja bem: o dom de Deus não será revogado, mas só será salvo quem perseverar até o fim (Mt 24.13), e isso o ímpio omite. Não se deixe enganar por nenhum homem, pois ele é mentiroso (Rm 3.4). As palavras do Senhor jamais serão anuladas.

O plano do diabo para tirá-lo da felicidade eterna inclui todo tipo de tentação. Se você não vigiar, certamente cairá na lábia dele, a qual é repleta de elogios e tentativas. A intenção do maligno é provar a você que não existe problema em praticar o mal, porque, afinal, Deus é bom e não condenará ninguém. Embora Satanás cite muitos versículos distorcidos, como fez com Jesus no deserto, não dê atenção a ele, pois se trata de um mentiroso (Mt 4.1-11; Jo 8.44).

Como um salvo pode acreditar que não terá de prestar contas dos seus atos pecaminosos, se a Escritura Sagrada diz: Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal (2 Co 5.10)? Os irresponsáveis têm a mente corrompida pelo pecado e não se sentem usados pelo diabo para contradizer a Palavra. É preciso vigiar e orar para não entrar em tentação.

Ao serem ceifados, esses pecadores não se darão conta do motivo de estarem com outras pessoas que se distanciaram da Verdade e, talvez, em um primeiro momento, até louvem a Deus por estarem juntos. No entanto, em breve, serão jogados na fornalha, pois para eles chegou a recompensa da sua rebeldia. Por que deixar de se submeter ao Criador, se, no final da carreira, a pessoa não entrará no Reino dos Céus, o qual ela desprezou com as suas más obras? Vale a pena ser fiel observador e cumpridor dos santos mandamentos.

O Altíssimo não pede nada demais de nós. Ele quer que andemos segundo Seus preceitos, e não de acordo com Satanás. Ao observá-los, você se torna sábio, a ponto de ser melhor do que os seus mestres. Por sua vez, quem se dá à rebeldia, deixando de obedecer às ordens divinas, une-se a Lúcifer, o qual, desde o princípio, concebeu o pecado e, por isso, tornou-se um ser terrível. A opção certa é seguir as diretrizes do Senhor.

Viver longe do Senhor determinará o seu destino na eternidade. Quando a porta se fechar naquele Dia, você não terá como alegar ter sido enganado, pois o Espírito Santo lutou para que você não se afastasse da vida com Deus. Porém, você amou a morte – a natureza de Satanás. Volte correndo para o Pai celeste!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares