24/07/2018 - O VERDADEIRO RETRATO DE JESUS

Era desprezado e o mais indigno entre os homens, homem de dores, experimentado nos trabalhos e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.   

Isaías 53.3

Isaías disse que o Filho de Deus cresceria diante do Pai como uma tenra planta (v. 2). Cristo não veio como um adulto. Ele teve de passar pelas etapas do crescimento humano. Na verdade, foi tentado em tudo, para que pudesse nos socorrer em nossas tentações. Hoje, Jesus é o Varão perfeito, o qual sabe de todas as coisas pelas quais passamos e nos ajuda quando enfrentamos momentos difíceis. Ele é o nosso Salvador!

As pessoas não viam Jesus como alguém belo e atraente. Porém, com a sabedoria divina, Ele caminhou nas sendas propostas pelo Seu Pai. A Sua beleza era espiritual, porque não havia qualquer mancha em Seu espírito. Com isso, pôde dar a Sua vida a fim de nos comprar para Deus. Ele fez a obra com a maestria necessária, providenciando-nos a salvação completa.

Por não ter a aparência formosa, todos O desprezavam. Isso também acontece hoje, pois o homem julga pelo que vê. Porém, depois de algum tempo, ele pode descobrir que a sua escolha foi a pior em todos os sentidos. Cristo provou na própria carne o quanto dói alguém ser desconsiderado. Não foi à toa que fizeram isso com Ele, ou fazem conosco, mas temos o consolo de Deus.

Jesus era homem de dores, mas não as físicas. Ele sofria porque os Seus não O tinham recebido como Salvador e sabia que o destino eterno deles seria o pior possível. Ninguém foi tão rejeitado quanto Ele. Quem não lê a Bíblia O retrata como alguém de semblante belo, mas as Escrituras não nos mostram isso. Portanto, se você também é rejeitado, alegre-se com o Senhor.

Isaías resume o sofrimento de Cristo, dizendo que Ele era o mais rejeitado entre os homens. Quando o Senhor foi acusado de tantas coisas mentirosas, logo Lhe viraram as costas, deixando-O só. No entanto, tudo isso foi necessário, para que a salvação fosse providenciada na medida exata da nossa perdição. O Filho de Deus não Se negou a passar pelo sofrimento, porque pensava em nós. Ele nos salvou!

Cristo sabe o que é padecer, pois deixou o mundo da perfeição e veio como um de nós, a fim de sermos um com Ele para sempre. Hoje, o salvo pode se considerar parte do Seu Corpo. Quando O recebemos, fomos aceitos nEle. Sendo assim, nada pode nos separar do Senhor, contanto que não andemos segundo a carne, mas, sim, segundo o Espírito. 

Quando Jesus voltar, seremos como Ele. O Senhor foi tão desprezado, que os homens escondiam dEle o rosto. Isso nos ajuda a suportar as contradições das pessoas. Embora O desprezassem, Ele foi à cruz e morreu por elas. Não importa como o tratem; sirva a Deus com alegria!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares