06/12/2018 - FIM À DISCRIMINAÇÃO

Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.

João 4.7

A samaritana de Sicar foi tirar água ao meio-dia, pois, como tinha uma vida meio errada, tinha de proceder assim. Pela manhã, só as mulheres casadas iam ao poço. Há muitas pessoas cuja necessidade é maior do que se pode pensar, mas, por alguma convenção humana, ou regra da Palavra, sentem-se discriminadas e não se juntam a quem desfruta da vida normalmente. Com Jesus, tudo se normaliza.

Jesus provou Seu ministério de salvação  libertação de pecados, preconceitos e de cura completa  ao falar com a mulher samaritana. Pelo fato de ter ido buscar água ao meio-dia, ela mostrava que não tinha uma vida correta diante da sociedade e de Deus. Cristo estava ali não para condená-la, mas para salvá-la, de acordo com as Escrituras (Lc 19.10). Ao agir desse modo, o Senhor orienta a sua vida também!

Os perdidos precisam encontrar Jesus urgentemente. Afinal, a necessidade de tirar “água” todos os dias prova que o problema básico do homem nunca é resolvido. Quem tem altos e baixos no dia a dia, apesar de estar na igreja há muitos anos, deve se esforçar para ter um encontro verdadeiro com o Mestre. Não é normal o crente viver mudando de humor a todo instante. O modo certo de servir a Deus é com alegria  ter realização completa.

Só Jesus tem a água capaz de satisfazer o homem, a ponto de ele não mais precisar ir ao poço para se livrar da sede pela justiça e ser liberto. O Salvador sabe iniciar o diálogo capaz de nos livrar para sempre das incertezas, da consciência que nos acusa dia e noite, das doenças e dos mais diversos males, levando-nos a entender o Seu propósito. Vale a pena dialogar com o Onisciente!

O pedido de Cristo por um pouco de água tinha o intuito apenas de começar uma conversa com a samaritana, porque aquela alma, embora vivesse em pecado, era preciosa para Deus. O homem não consegue imaginar o quanto é valioso aos olhos do Criador. O fato de ter sido formado à imagem e semelhança do Todo-Poderoso mostra que Deus tinha um plano elevado, para ele obter o pleno conhecimento do Salvador.

Precisamos entender o que Deus quer de nós. De início, a conversa pode ser simples, a fim de nos fazer pensar e nos remeter ao passado. Mas, na verdade, o Senhor quer suprir a nossa necessidade básica, não só do elemento formado por duas moléculas de hidrogênio e uma de oxigênio, imprescindível à vida biológica, física e psíquica, mas também do alimento espiritual, que é primordial para o nosso futuro. Permita que o Mestre lhe ensine.

Mesmo quando não entender as declarações divinas, continue falando com Ele e, por fim, ao compreender o sentido de Suas palavras, você se realizará. Ao ter a sua verdadeira sede saciada, você descobrirá o quanto é bom andar com Deus e fazer a vontade dEle, usufruindo do melhor. Sem Jesus, nada podemos fazer (Jo 15.5), mas, com Ele, podemos tudo o que Ele nos disser!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares