28/07/2019 - PEDIDO FEITO E ATENDIDO

Ouvindo este que Jesus vinha da Judeia para a Galileia, foi ter com ele e rogou-lhe que descesse e curasse o seu filho, porque já estava à morte.

João 4.47

A esperança no coração de uma pessoa não resolve o problema enfrentado por ela, mas a dispõe a ir atrás do que lhe falaram e a fazer qualquer sacrifício para encontrar a solução. Com isso em mente, pregar as Boas-Novas é o melhor a ser feito em favor dos sofredores e oprimidos. O Filho de Deus, por exemplo, fez isso. Durante os três anos e seis meses que passou aqui, indo por toda a parte para aliviar e curar os aflitos, Ele jamais Se recusou a ouvi-los.

Ao saber da ida de Jesus a Caná da Galileia, o oficial do rei sentiu que aquele era o momento de ir atrás de Quem só ouvia falar bem. O Mestre “sacudiu” o mundo daquele tempo com a Mensagem de cura, libertação e salvação. Quem experimentou a bondade de Deus não parou de contar os milagres que presenciou. Com isso, a notícia passava de boca em boca, até que os enfermos eram levados a Cristo e recebiam a cura!

Quando aquele homem foi até o Salvador, logo apresentou a sua necessidade. Quem tem a chance de estar diante de Deus deve ser específico em sua petição e, ao mesmo tempo, atentar ao que Ele falará ao seu coração. O Senhor fala pela Palavra, então a pessoa escuta a Sua voz e compreende como se conduzir, a fim de ter seu problema resolvido. O Altíssimo nunca insinuou que só concederia uma bênção se o necessitado Lhe prometesse algo.

Angustiado, o oficial pediu que Jesus fosse até seu filho e o sarasse. Talvez ele tivesse tomado conhecimento de que o Salvador tivesse ido à casa de um enfermo para curá-lo, a exemplo da filha de Jairo, o príncipe da sinagoga. Todavia, cada caso é tratado como Deus planeja; afinal, Ele vê e sabe tudo. Assim, entender a vontade do Pai é a melhor atitude; de outro modo, a obra não será realizada. Quem aprender com Ele receberá a bênção.

O jovem estava à beira da morte, desenganado pela Medicina. Parecia o fim. No entanto, aquele pai procurou o Mestre e viu o milagre acontecer. Quantas pessoas deixam de salvar a vida de um ente querido por puro preconceito religioso? Ora, se o Pai não responde ao seu clamor, há alguma coisa errada com você. Não podemos continuar teimosos em caminhos contrários aos de Deus. Quem vai até Ele deve renunciar a tudo o que tem e começar de novo.

O Pai celestial dá atenção aos pedidos feitos segundo as Escrituras, porque a Palavra é a vontade dEle. Quem a conhecer e a cumprir não será desprezado. Na Bíblia, muitas pessoas clamaram, mas não obtiveram solução. No entanto, quando entenderam qual era o impedimento à resposta, o poder divino entrou em ação, como aconteceu com o rei Ezequias (Is 38.1-8).

Deus nos socorre do melhor jeito, mas nunca Se dobra ao querer do homem. Faça conforme Ele manda, para que a obra seja realizada como você precisa. Se cooperar com o Senhor, você obterá sucesso. Deus ama a quem O ama (Jo 14.21)!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares