14/08/2019 - SÁBIA DIREÇÃO

O que lavra a sua terra se fartará de pão, mas o que segue os ociosos está falto de juízo.

Provérbios 12.11

Ao ouvirmos o Evangelho e recebermos Jesus como Salvador, somos transportados ao Reino dEle (Cl 1.13), onde a vontade divina será realizada corretamente. Agora, é evidente a diferença entre os salvos e aqueles que ainda permanecem sob o jugo do império das trevas – o Egito espiritual. Quem der crédito a Deus descobrirá que, de fato, passou a habitar a terra cheia de leite e mel. Porém, os que não observarem a Palavra nada receberão. Em qualquer situação, o Altíssimo é fiel!

A direção não poderia ser mais precisa e fácil de ser seguida. Como o agricultor perspicaz, o cristão deve trabalhar a terra que lhe foi dada – o entendimento da Palavra sobre seus direitos em Cristo. No entanto, se pular as etapas antes do plantio, como a preparação do solo, a adubação e a vinda da chuva, a qual molha a terra, o que ele plantar não frutificará o necessário à sua sobrevivência.

O lavrador pode ser muito religioso e, dizendo que crê no Senhor, passar dias a fio orando, a fim de conseguir uma boa colheita. Entretanto, se faltar um dos fatores vitais que precedem a semeadura, ele se frustrará e, provavelmente, acusará o Altíssimo de não ter atendido às suas preces. O que compete ao homem fazer nunca será feito pelo Senhor. Siga as instruções!

O sábio agricultor tem certeza de que, ao ser arado, o solo fica em condições de ser semeado; por isso, gasta tempo, dinheiro e energia. Além disso, ele espera o período certo para cultivar a terra e escolhe boa semente. Quem trabalha de qualquer modo, sem observar a lei do plantar e colher, jamais logra sucesso. Isso ocorre com quem desobedece às instruções bíblicas sobre as operações do Senhor.

Nas Escrituras Sagradas, o Criador deixou as orientações de como temos de agir. Aqueles que as praticam são bem-sucedidos. O importante é aprender de Deus, pois ninguém sabe melhor do que Ele os pormenores capazes de nos livrar dos fracassos e nos fazer obter o Seu favor em tudo. O Pai não deixará de nos socorrer, se O buscarmos.

Lavrar a terra não é só revirá-la, mas também examiná-la para verificar se lhe faltam nutrientes. Se esse for o caso, é preciso fazer a devida correção. Se houver agentes destruidores, o agricultor terá de combatê-los com os inseticidas corretos. Assim, na hora da formação dos grãos, os insetos não acabarão com o seu trabalho. Os bancos também se previnem de prejuízos, contratando seguranças para guardarem o dinheiro depositado sob seus cuidados!

Todo empreendimento tem seus segredos, bem como os que gostam de usufruir do trabalho alheio. Portanto, lavre sua terra, colocando-a no ponto de produzir, sem se esquecer de guardar seu lucro, a fim de desfrutar dele. Na fé, isso deve ocorrer sempre. Procure na Bíblia as lições que muito o ajudarão.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares