16/08/2019 - USE SUA AUTORIDADE REAL

Pois o provês das bênçãos de bondade; pões na sua cabeça uma coroa de ouro fino.

Salmo 21.3

Após ter nos salvado da perdição eterna, a maior obra de Jesus foi nos tornar reis e sacerdotes para Deus e Seu Pai (Ap 1.6). O Senhor também nos concedeu as bênçãos da Sua bondade e pôs em nossa cabeça uma coroa de ouro fino. Ele mesmo nos ungiu como soberanos sobre o nosso domínio; logo, temos condições de usar tal autoridade. Afinal, fomos feitos filhos de Deus.

Preste atenção ao início do versículo: fomos agraciados pela bondade divina. Quais e quantas são? Bem, já descobrimos muitas nas Escrituras, e, certamente, elas contêm aquilo de que precisamos. Não precisamos nos preocupar com as promessas que os homens fazem e não cumprem, e sim confiar nas de Deus e assumi-las. A fidelidade do Senhor é absoluta!

Podemos crer que tais dádivas se referem àquelas das quais precisaremos enquanto estivermos na Terra. Por exemplo, se você necessita de cura, creia que ela já está garantida pelo Pai celestial. Então, ore com a convicção de que o mal foi vencido. Em o Nome de Jesus, repreenda o que o incomoda e ordene a saída imediata dele e dos sintomas.

Caso viva oprimido devido à situação financeira difícil, sem desfrutar de prosperidade, e ao seu redor só há miséria, dívidas e falta de condições para mudar o quadro, tome alento na promessa do Altíssimo e, em oração sincera, exija que a opressão deixe o seu caminho e venham os tempos de abundância proporcionados por Cristo, quando pagou o preço da sua libertação. A prosperidade do cristão é prazerosa ao Altíssimo (Sl 35.27).

Ter uma família grande e poderosa é direito de quem colocou no Todo-Poderoso a sua confiança, pois ela está inserida no grupo das bênçãos de bondade que a sua ascensão ao Reino dos Céus lhe trouxe. Por estarem relacionadas ao seu bem-estar, tome posse delas, a fim de que não tenha falta de nada e seja um melhor servo do amado Senhor.

Penso que o maior benefício a ser reivindicado e usado é a autoridade sobre as forças do mal. Sem isso, ficaríamos irados ao ver o maligno nos atacar e constatar que nada mudou, mesmo após orarmos. Somos o povo de Deus não só em palavras, mas também em virtudes necessárias à nossa felicidade. Um servo sem aptidão para cumprir a sua obrigação não será a alegria do Senhor. O Altíssimo nos deu poder para isso, mas temos de agir e buscar a ajuda dEle.

Acorde! Deus não mente. Seus filhos podem participar das Suas maravilhas. Jamais dê atenção a qualquer voz que diga: “Você não será abençoado”. O que está escrito no Livro Santo vale e deve ser aceito. Isso foi decidido pelo Senhor; portanto, ninguém e nada podem impedi-lo de viver no mais alto nível!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares