ongrace.com

> Mensagem de Hoje

07/11/2018 - A ADMIRAÇÃO NEGATIVA

  • Envie por Email
  • Imprimir
E, chegando o sábado, começou a ensinar na sinagoga; e muitos, ouvindo-o, se admiravam, dizendo: De onde lhe vêm essas coisas? E que sabedoria é esta que lhe foi dada? E como se fazem tais maravilhas por suas mãos? Marcos 6.2


A visita de Jesus a Nazaré era aguardada por todos. Desde que souberam do que Ele havia feito em Jerusalém, as pessoas não acreditaram que o carpinteiro que vivia entre eles fosse capaz de realizar as coisas que ouviam. Todos queriam tirar isso a limpo; afinal, o que diziam dEle era fenomenal. A notícia da Sua chegada logo se espalhou, e, com isso, todos esperavam o sábado seguinte para saber se aquilo era verdade ou não.

O dia esperado chegou, e a sinagoga estava cheia. Jesus estava lá. Então, como de costume, começou a ensinar a Palavra de Deus. Sem dúvida, ninguém jamais havia mostrado a Verdade como Ele. A pergunta de todos era: “Como isso era possível se nunca surgiu um profeta de Nazaré, ou alguém proeminente e reconhecido por Israel como um homem de Deus?”. O modo de Cristo ensinar encantava todos.

Ao ouvi-Lo, muita gente se admirou, mas, como costuma acontecer, entre as pessoas que acreditam, surgem as que se ressentem de não serem admiradas e questionam os feitos dos outros, dando as mais variadas opiniões. Algumas argumentaram que Ele era de Deus, e outras indagaram como aquilo poderia suceder. Afinal, de uma hora para outra, de carpinteiro Ele passou a ser Mestre.

A pergunta que se ouvia era: De onde lhe vêm essas coisas?, porque soava bom demais para ser verdade. Se a admiração tivesse sido positiva, as pessoas poderiam ter-se beneficiado com as ações divinas. É importante a reação do povo diante da obra que Deus deseja fazer na vida dos sofredores. Se eles olhassem positivamente para o Senhor, a fé surgiria em seus corações e, com ela, Deus operaria.

Que Jesus falava bonito todos concordavam! Mas qual era a origem das Suas palavras? Embora elas lhes fizessem bem ao ouvidos, soavam como algo do inimigo, porque, afinal, como podia um deles se tornar famoso a ponto de todos O procurarem? Será que aquelas obras passariam pelo crivo dos “especialistas”? No ponto de vista daquelas pessoas, se passassem, Deus estava agindo por intermédio dEle. Ora, como pode a criatura questionar o Criador?

Esse tipo de “admiração” faz mais mal do que bem, pois não vem do Altíssimo. O Senhor age como quer e onde deseja, e não Se submeterá aos questionamentos do homem, o qual julga estar em condições de aprovar ou negar as Suas ações. Eles olharam para Jesus como juízes, e não como servos de Deus. Se Cristo era falso, por que aqueles que se consideravam verdadeiros não faziam obras iguais ou maiores do que Ele?

Quando há incredulidade, é difícil acontecer maravilhas, pois ela impede o surgimento da fé nos corações e o agir de Deus. Jesus não pôde fazer ali obras maiores, somente curou alguns, impondo-lhes as mãos. Misericórdia!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor das maravilhas! Que triste dia foi aquele na pequena Nazaré! Sem fé, as Tuas obras deixam de ser feitas. Tu poderias ter curado todos os que viviam nessa cidade, mas sem a fé necessária, isso foi impossível.

Hoje acontece o mesmo! Onde o povo ignora o Evangelho, as Tuas mãos não conseguem fazer coisas grandiosas. Queremos dar a todos a oportunidade de serem tocados por Ti. Então, Tu serás glorificado.

A admiração negativa rouba do povo as Tuas maravilhas, pois a fé não se faz presente. Devemos examinar as Escrituras, para não deixarmos ninguém nos impedir de sermos usados por Ti. Aleluia!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Casei-me na igreja católica com um homem casado no cartório com outra, mas não divorciado. Na época, eu não conhecia Jesus, mas agora O conheço e freqüento uma igreja...

O certo é ele resolver a situação legal dele, pois ainda é marido da outra. Além disso, você não informou na carta se este homem continua a viver com a referida mulher....

»VEJA MAIS