ongrace.com

> Mensagem de Hoje

26/02/2019 - A CONFISSÃO DE UM HOMEM BEM-SUCEDIDO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Pois eu tinha inveja dos soberbos, ao ver a prosperidade dos ímpios.  Salmo 73.3


Quando um homem de Deus erra e reconhece seu erro, muita gente se desespera e sente raiva ao saber da sua confissão, como se isso fosse feio e desastroso. Pior é andar em pecado, quando todos o consideram um santo, e nunca admitir a real condição. Embora ninguém soubesse da transgressão dessa pessoa, o Onisciente sabia e o diabo também. Por não confessar a iniquidade nem se livrar dela, tal vida pode cair em desgraça e nunca se recuperar.

Asafe era um homem bem-sucedido. Ele foi usado para escrever muitos Salmos lindos e inspirados, mas se deixou levar pela inveja e, com isso, começou a pagar um preço alto. Porém, suas palavras têm inspirado milhares de pessoas a também revelarem suas falhas. Elas não são mais pecadoras do que as demais, mas, certamente, fizeram melhor do que a maioria que esconde o pecado e jamais prospera (Pv 28.13).

Deve ter sido um período difícil para quem era apreciado pelos outros. Asafe, ao falar do que havia em seu coração, alcançou misericórdia. Da mesma forma procede quem não se envergonha de se abrir para Deus e, depois, revelar seus erros a todos. Ora, apesar de ser usado pelo Senhor, essa pessoa não obtinha sucesso na obra que fazia. Nenhum pecado deve ser encoberto, e sim exposto a Deus e, em alguns casos, a todos.

Quando a tentação é assumida e praticada – como o adultério, o roubo e demais atos ruins –, o certo é contar o fato a Deus e a quem foi prejudicado. Agora, se você não aceitou a tentação, basta falar com o Senhor. Jesus foi tentado em tudo, e não se registra nenhuma confissão dEle, porque nunca pecou (Hb 4.15). Quando você revela seu pecado, imediatamente, pode se considerar perdoado e livre (1 Jo 1.9).

Asafe se preocupava com a prosperidade dos ímpios, os quais não nutriam nenhum bom sentimento em relação a Deus. Porém, mesmo assim, suas riquezas aumentavam, e isso não fazia bem ao salmista. Do mesmo modo, qualquer pessoa que se enche de inveja de quem consegue mais do que ela, prospera ou tem o apreço dos demais, por certo, já está sendo sacudida e, em pouco tempo, ela cairá na iniquidade, pois seus pés resvalaram.

Um abismo chama outro abismo (Sl 42.7). A inveja nunca veio de Deus e, portanto, é um sério mal capaz de influenciar sua conduta e levá-lo para bem longe do Altíssimo. Então, os pecados começarão a surgir em você. Se não houver arrependimento, você pode partir prematuramente para a eternidade sem salvação. Quer maior prejuízo: a condenação eterna? Não importa quem você seja nem a função que ocupe; confesse seu erro e deixe-o.

A sua decisão mudará a sua vida e o distanciará do abismo. Seja forte para abandonar o diabo. Vá para Jesus, e Ele o levantará da sua queda e lhe perdoará. Não brinque com sua salvação. Se o seu dia de partir chegasse agora, para onde você iria? Tudo de Deus é sério e para pessoas sérias. O que você fará?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Pai misericordioso e bondoso! Quantas oportunidades têm sido desperdiçadas, como a de Judas Iscariotes, que preferiu trair Teu Filho por 30 moedas de prata e amargar a perdição eterna. Não queremos correr esse risco!

Diante de Ti, confessamos que temos sido invejosos e maus. Perdoa-nos! Dá-nos uma nova oportunidade! Não queremos ser arrolados com os falsos, enganadores, que praticam o mal e se escondem. Ajuda-nos!

Asafe viu seus pés quase resvalarem. Se tivesse partido no erro, onde ele estaria agora? Portanto, Senhor, tira a inveja do nosso interior, os pensamentos sujos da nossa mente e demais pecados do nosso coração!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Moro numa cidade pequena onde a escola q tem é católica, dirigido por freiras, é errado minha filha estudar num ambiente católico?...

Não há nada de mais em se estudar em escolas católicas ou ligadas a outros segmentos religiosos. É claro que o ensinamento religioso dado ali não deve ser obrigatório e...

»VEJA MAIS