ongrace.com

> Mensagem de Hoje

29/09/2019 - A IMPORTÂNCIA DE SER ESPECÍFICO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Então, invoquei o nome do SENHOR, dizendo: Ó SENHOR, livra a minha alma! Salmo 116.4


Quanto mais conhecemos a Verdade, tornamo-nos melhores na realização da obra de Deus. Se nos faltar habilidade para executar alguns detalhes, ficaremos impedidos de concluí-la devidamente. Então, ficaremos chateados por não termos visto a operação do Senhor como prometida. À proporção que praticamos a Palavra, o Senhor age em nosso meio. Afinal, Ele disse que ama os que O amam (Pv 8.7). Não cumprir algum ponto da revelação é deixar de amá-Lo!

O salmista falou como ficou livre das angústias da morte: invocou o santo Nome do Senhor. Além disso, revelou um pouco do que temos de fazer para cumprirmos o nosso chamado: pedir a Deus que livre a nossa alma. Precisamos ser específicos na oração, pois vemos isso nas Escrituras (Mc 10.51). Talvez, por não saber pedir, algum clamor seu não tenha sido respondido. Em um caso na Justiça, por exemplo, um ponto na lei pode incriminar ou soltar o réu!

Dois cegos (Mt 9.27-30) souberam do que Cristo fizera pela filha de Jairo, a qual estava morta, e O seguiram, clamando para que tivesse misericórdia deles. Por que o Mestre não os atendeu logo? Porque faltava um pouco mais da parte deles. Enquanto caminhavam, a fé crescia em seus corações. Ao verem Jesus entrar em casa, aproximaram-se. Então, o Salvador lhes perguntou: Credes vós que eu possa fazer isto? Disseram-lhe eles: Sim, Senhor. Jesus tocou-lhes dizendo: Seja-vos feito segundo a vossa fé.

Davi agiu com precisão ao derrotar Golias. Ao ver o “soldado” enviado por Saul contra ele, o guerreiro filisteu achou que era deboche. Ora, durante 40 dias, ele debochara dos soldados israelitas, e ninguém se propôs a enfrentá-lo. Depois, desdenhou do jovem que o desafiava com paus e pedras, mas este lhe disse: Eu vou a ti em nome do SENHOR dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado. Hoje mesmo o SENHOR te entregará na minha mão; e ferir-te-ei, e te tirarei a cabeça (1 Sm 17.45,46). Aleluia!

Jesus ordenou a saída do espírito mau que fazia um menino ter ataques iguais ao de um epilético (Mc 9.25-27). As Escrituras nos ensinam lições valiosas, das quais jamais podemos abrir mão. Não sei o que se passa na sua vida, mas, a partir de agora, preste mais atenção ao falar com o Altíssimo, reivindicar suas bênçãos ou repreender o inimigo. Siga a instrução do Senhor!

Paulo foi claríssimo quando repreendeu e expulsou, em o Nome de Jesus, o demônio que usava uma jovem adivinhadora em Filipos (At 16.18). Não temos de insultar o espírito imundo, e sim ordená-lo a sair em o Nome de Cristo. Se falarmos com autoridade e firmeza, ele baterá em retirada, mesmo sem querer ir embora (Mt 17.15-18).

Ao ressuscitar Lázaro, Jesus o chamou pelo nome para que saísse do túmulo. Ora, os mortos esperam a ordem para ressuscitar na volta do Cristo, mas, naquele dia, só ele deveria voltar à vida. É fácil fazer a obra, basta obedecer às Escrituras. Portanto, examine-as e pratique-as!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor que revela a Verdade! Muitas vezes, somos apressados e não damos atenção aos Teus ensinamentos. Então, a obra não é feita. Temos de ser precisos, como Tu nos ensinas em todos os exemplos bíblicos.

Queremos aprender a cumprir a Tua vontade. Como Teus servos, devemos ter os olhos abertos para praticar as Escrituras e sermos vitoriosos em nossas lutas. Que nunca as percamos por negligência.

Invocaremos o Teu Nome sobre qualquer mal que esteja oprimindo alguém ou nos atacando. Colocaremos em ação as Tuas ordens e, assim, seremos a Tua alegria e o Teu prazer. Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração