ongrace.com

> Mensagem de Hoje

20/01/2019 - A INSENSATEZ DOS QUE PASSAM PELO CAMINHO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Não vos comove isso, a todos vós que passais pelo caminho? Atendei e vede se há dor como a minha dor, que veio sobre mim, com que me entristeceu o SENHOR, no dia do furor da sua ira. Lamentações 1.12


A dor de alguns israelitas levados ao cativeiro era grande. Porém, mesmo não tendo pecado como os demais, eles foram obrigados a ir para uma terra estranha. Essas pessoas ainda não estavam salvas. Hoje, quem aceita Jesus como seu Salvador se livra da eterna condenação, porque Ele pagou o preço do nosso resgate. Na volta de Cristo, quem estiver sem a marca do pecado sobre si será destinado ao Reino dos Céus. Converta-se agora!

Embora passemos pelo caminho de toda a Terra, devemos ignorar as ofertas do diabo. Os salvos estarão no grupo dos bem-aventurados, os quais ficarão à direita do Filho de Deus. No entanto, outros tiveram a oportunidade de receber a salvação, mas a rejeitaram. Por isso, seguirão em direção ao lago de fogo e enxofre. É bom se cuidar!

Mesmo sabendo do futuro cumprimento das promessas bíblicas, os rebeldes desdenhavam do seguinte fato: seriam levados para o cativeiro babilônico. Muitos descreem do Juízo, mas, quando contemplarem a gloriosa volta de Jesus, eles se desesperarão. Como ocorreu com os israelitas que se mantiveram em desobediência, quem não se dobrar diante da Verdade descobrirá que a dor futura será grandíssima.

Deixe-se comover pela dor que sentirá caso continue na rebeldia e volte para Deus; afinal, Ele é misericordioso e bom em perdoar (Is 55.7). Os acontecimentos do passado têm se repetido com diversas pessoas hoje. Ora, isso deveria sensibilizar quem ainda não se preparou para o dia de trevas e sofrimento. Enquanto essa data não chega, procure se consertar com quem você tem pecado, porque, depois, será inútil se arrepender. Busque a paz!

Quem tem o juízo perfeito precisa se examinar e ver se há dor maior do que a de ser lançado nas trevas, onde o diabo será atormentado dia e noite, assim como aqueles que não se acertaram com o Senhor (Ap 20.10). Por que deixar para a última hora, se o momento certo é este, enquanto Ele perdoa os pecadores, deixando de levar em conta os erros de outrora? Tome a sua decisão neste instante, porque você não sabe a sua hora de partir.

O Altíssimo não falaria algo para assustar os perdidos. Ele não é parecido com o homem, que brinca com as pessoas. As promessas divinas se cumprirão, a despeito da descrença de muitos. Quando o Dia chegar, eles verão que nem um til ou o pingo de um i deixarão de ocorrer. Ninguém jamais experimentou dor igual à da eterna perdição. O sofrimento de Judá na Babilônia, durante 70 anos, não se compara ao sofrimento no Inferno.

Jeremias se entristeceu pelo Senhor no pequeno acerto de contas que Ele teve com Seu povo, chamando-o de furor da ira divina. Quem não acredita em Deus deve se preparar: o Juízo será o verdadeiro dia do furor da ira do Senhor.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor! Que tragédia! Embora tenham sentido Tua chamada, milhões de pessoas não se prepararam nem creram em Ti; portanto, serão ordenadas a marchar para a perdição e se desesperarão por ser tudo verdade. Misericórdia!

Ajuda-nos a nos comover com o destino dos perdidos, pois não temos feito quase nada em favor deles. Se Cristo voltasse hoje, muitas pessoas seriam condenadas ao Inferno. Pai, que loucura! Elas nunca mais terão uma chance de serem salvas!

Temos de mostrar que o sofrimento eterno não é comparável ao que o homem já viu. Quando a última trombeta tocar, não haverá oportunidade para arrependimento. Misericórdia pedimos!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário, cometi o mesmo pecado várias vezes. Sempre que pecava, reconciliava-me com Deus e, depois de um certo tempo, voltava a pecar. Estou errado com...

Sim, e é necessário termos plena consciência disso, para nossa própria segurança, a fim de que não corramos o risco de abusarmos da graça. A Bíblia deixa bem claro que...

»VEJA MAIS