ongrace.com

> Mensagem de Hoje

10/03/2014 - A LIÇÃO DOS NOBRES DE BEREIA

  • Envie por Email
  • Imprimir
Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim. Atos 17.11


O apóstolo Paulo teve uma terrível experiência em Tessalônica. Aliás, em todos os lugares onde Deus o enviava, sempre havia oposição de judeus, falsos mestres e negociantes que se ressentiam devido à propagação da Verdade (2 Tm 3.10,11). O homem é mau, pois, mesmo sabendo que sua doutrina não tem luz, ele será capaz até de matar, por algum lucro financeiro ou político, quem leva a mensagem de Deus. No entanto, o Senhor cuida dos que Lhe são fiéis (Sl 31.23).

Os irmãos tessalonicenses enviaram Paulo e Barnabé a Bereia e, uma vez chegando lá, não se deram por vencidos pelas perseguições e logo foram à sinagoga ensinar a Palavra. Esse é o trabalho mais importante dos servos de Deus: levar a Boa Notícia do que Jesus fez na cruz do Calvário em favor da humanidade. Para tanto, não devemos nos importar se seremos bem tratados ou não.

Os judeus de Bereia foram mais nobres que os de Tessalônica, pois, com atenção e cortesia, receberam a Palavra. Isso nos mostra que não importa se um grupo de certa agremiação religiosa se levanta contra o nosso ministério, há outros que se sentirão felizes em aprender a verdade. Não temos de olhar para carne e sangue, porque a nossa luta é espiritual (Ef 6.12). Seguindo a direção do Senhor, sempre seremos bem-sucedidos aonde Ele nos enviar.

É importante que todos examinem o que está escrito nas Escrituras e recusem qualquer pregação que não esteja fundamentada nelas. Tudo o que for dito em desacordo com o Livro Santo não deve ser aceito; não importa quem o diga. Temos um compromisso com a verdade e, por isso, não nos devemos comprometer com o maligno, ainda que quem nos traga a informação seja conhecido por fazer o bem (Gl 1.8). Fique com o que diz a Bíblia e você não errará nunca.

Os bereanos examinavam se o que os apóstolos diziam estava em conformidade com a Palavra de Deus. Se todos fizessem isso, não haveria pessoas enganadas, e, por outro lado, os que se dão a propagar doutrinas falsas seriam desmascarados. Não há mal maior do que ensinar o que não vem das Escrituras, porque isso traz os demônios para atuar na vida do povo.

Uma das lições que os apóstolos nos deixaram é não nos entristecer com as perseguições; afinal, quem vive piedosamente em Cristo há de sofrê-las (Mt 10.22). Contudo, temos de nos alegrar por sermos usados pelo Criador a fim de cumprir os Seus propósitos. Portanto, não importa se o aplaudem ou o condenam, seja sempre fiel a última ordem de Jesus.

Um dia, nos Céus, ouviremos do Senhor a explicação de passarmos por tantos acontecimentos ruins apesar de fazermos o bem. Sendo assim, não desanime nem pense em tirar a mão do arado (Lc 9.62). Deus sabe de tudo a nosso respeito, do que éramos – e não éramos bons – e por que Ele confiou em nós. Que você nunca O desaponte!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Ó Senhor! Não encontramos palavras que descrevam a nossa alegria em fazer a Tua obra. É simplesmente lindo ser usado por Ti e, assim, levar os nossos semelhantes ao conhecimento de Jesus. Obrigado por nos confiares uma missão tão sublime e santa.

O exemplo deixado pelo apóstolo Paulo foi grande. Ele e Barnabé, seu parceiro na obra, não desanimaram com as provocações e, apesar de algumas lhes terem dado muito sofrimento, eles marcharam firmes em direção a toda porta aberta no Senhor. O louvor é todo Teu!

Que jamais tiremos as mãos do arado; antes morrer pelo Evangelho, se necessário for, do que desanimar ou voltar atrás. Contigo prosseguiremos para levar a Palavra até os lugares mais longínquos.

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Tenho 24 anos e tenho feito uma pequena pesquisa sobre 'orar de olhos fechados',mas não tenho achado consistência para esse ato. Fiz algumas perguntas a outras pessoas e a...

Orar de olhos fechado é um hábito, não um mandamento bíblico. Em nosso entendimento, trata-se de um hábito salutar, pois nos previne de nos distrairmos com coisas que não...

»VEJA MAIS