ongrace.com

> Mensagem de Hoje

04/09/2014 - A MUI EXCELENTE E ETERNA GLÓRIA

  • Envie por Email
  • Imprimir
Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente.  2 Coríntios 4.17


Devemos sempre agradecer ao Senhor pela oportunidade de ouvir o Evangelho e entender a mensagem que nos concedeu a bênção mais sublime – a salvação. Hoje, por sermos salvos, podemos viver sem medo do futuro, pois somos parte de Deus e, por isso, podemos determinar o que quisermos, e, se crermos, Jesus fará a obra (Jo 15.7).

Muitas promessas do Altíssimo serão cumpridas na eternidade. No entanto, mesmo neste mundo cheio de problemas e sofrimentos, podemos viver como se essas adversidades não existissem. Os que confiam no Senhor não precisam temer o dia de amanhã nem se deixar levar por ameaça alguma. Temos a garantia de que jamais seremos confundidos (Is 49.23). Então, vamos assumir o nosso lugar em Cristo? 

Quanto ao porvir, as Escrituras nos asseguram: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem são as que Deus preparou para os que o amam (1 Co 2.9) – aqueles que têm os Seus mandamentos e os guardam (Jo 14.21). Fixe sua atenção nesse versículo, pois somente esses desfrutarão da felicidade eterna.

Não murmure se as coisas não vão bem, pois essa tribulação é leve e momentânea. Os olhos do Altíssimo nunca são tirados de nós (Sl 34.15) e, se algo nos aborrece, devemos nos lembrar de que Ele sabe de tudo. Porém, antes de orar sobre o que nos incomoda, precisamos examinar as Escrituras. Depois, se a situação não for resolvida, provavelmente será por causa da nossa pequena fé (Mt 17.20). Então, devemos orar por misericórdia.

Segundo o versículo que estamos estudando, Deus permite esses incômodos, pois produzirão para nós um peso eterno de glória mui excelente. Não enxergue a provação como algo ruim, mas como consentimento do Senhor para o seu bem. Portanto, veja nos acontecimentos desagradáveis a oportunidade de entesourar a fim de desfrutar na eternidade.

O Espírito de Deus levou Jesus ao deserto para passar 40 dias em jejum e ser tentado pelo diabo (Mt 4.1). Talvez Ele esteja fazendo o mesmo com você. O Mestre esteve entre feras, mas, sem dúvida, os autores das nossas tentações também são cruéis em suas obras. No entanto, com o Nome de Jesus e a Palavra, você desfará as armas do inimigo. O nosso Deus sempre dá o escape àqueles que são firmes na fé em Cristo (1 Co 10.13).

Quem olha para o Salvador não repara nas mentiras mostradas pelo diabo. O segredo é estar determinado a perseverar até o fim. Nada pode nos tirar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor (Rm 8.39). A salvação nos deu o poder de sermos feitos filhos do Altíssimo (Jo 1.12). Compete a você decidir de quem será considerado filho.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor da eterna glória! Obrigado por nos teres permitido ouvir as Boas-Novas. Essa sublime bênção mudou o nosso destino eterno e, por causa disso, quando a nossa vida terminar aqui, estaremos ao Teu lado para todo o sempre. Aleluia!

Não sabemos totalmente o que nos espera, mas cremos que será algo maravilhoso, pois será preparado por Ti. Então, quando Jesus vier nos buscar, entraremos no Teu Reino de amor, beleza e santidade. Lá, estaremos Contigo por toda a eternidade.

Ó Pai! Não nos deixes murmurar nem ficar aborrecido com as tribulações, pois já nos disseste que isso é algo leve e momentâneo, para produzir em nós um peso eterno de glória mui excelente. Ajuda-nos a perseverar até o fim.

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração