ongrace.com

> Mensagem de Hoje

07/07/2020 - A NOSSA ABSOLVIÇÃO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Quem os condenará? Pois é Cristo quem morreu ou, antes, quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós. Romanos 8.34


A justificação obtida ao entregarmos a nossa vida a Jesus é garantida pela honra de Deus. Não houve engano quando o Senhor nos declarou salvos. Satanás procura as pessoas fracas em suas convicções para tirá-las da presença divina e levá-las à derrota eterna. Creia no seguinte: somente quem perseverar na fé em Jesus será salvo (Mt 24.13).

Por mais correto que um indivíduo se considere, ele não tem direito de julgar ninguém, porque essa função é de Deus. Temos de evitar agir desse modo sempre. O Mestre recomendou: Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão (Lc 6.37). Intercedo por todos os juízes do mundo, pois declarar alguém inocente ou culpado só mesmo com a ajuda divina!

Por que criticar as ações do próximo se, muitas vezes, fazemos coisas piores? E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão e não vês a trave que está no teu olho? (Mt 7.3). Essa palavra serve para jamais acusarmos uma pessoa, principalmente se não tivermos ciência do que exatamente se passou com ela. O problema maior é quando alguém se acha no direito de também julgar o Pai celeste por ter perdoado um servo Seu, esquecendo-se do sacrifício de Jesus por amor aos perdidos.

O objetivo do Filho de Deus ao morrer pelos nossos pecados e ressuscitar dentre os mortos foi salvar os perdidos, perdoando-lhes. Quem nasce de novo passa a ser nova criatura e, por isso, não tem mais vínculo com o passado: Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo (2 Co 5.17). A obra da salvação foi concluída na ressurreição de Jesus.

Depois de vencer o diabo, Cristo o deixou derrotado em seu reino. Com isso, o inimigo não pode mais tocar no salvo e acusá-lo, porque esse novo servo do Senhor já foi julgado em Cristo: Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida (Jo 5.24). Quem se converte está em liberdade real!

Após ter comissionado Seus discípulos a pregarem o Evangelho, o Salvador recebeu do Pai todo o poder nos Céus e na Terra, assentando-Se à direita dEle: Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu e assentou-se à direita de Deus (Mc 16.19). A partir de então, Cristo tornou-Se o Sumo Sacerdote da nossa confissão (Hb 4.14). Quando precisar de ajuda, clame ao Senhor; afinal, a obra realizada por Ele em favor da humanidade é a nossa garantia de liberdade!

Uma das missões de Jesus hoje, ao lado do Pai, é interceder por nós, a fim de obtermos vitórias em nossas lutas. Se você nasceu de novo, não se sujeite mais a nenhum vício. Em Cristo, você tem poder sobre o inimigo, e nada lhe causará dano (Lc 10.19).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor da nossa absolvição! Hoje é dia de alegria! Nada nem ninguém nos condenará. Aqueles que tentarem fazer isso ouvirão dos Teus lábios a proibição de tocar nos Teus ungidos. Obrigado por nos favoreceres!

Infelizmente, alguns salvos se culpam dia e noite. Os Teus testemunhos sobre a posição que eles ocupam em Cristo não lhes têm servido, por isso “tropeçam” nas Tuas declarações!

O sofrimento do Teu Filho em nosso favor nos deu condições de ir a Ti para sermos perdoados e libertos. Agora, não temos mais nada a ver com o diabo. Seremos sempre gratos a Ti, Pai!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Os diretores de uma empresa, que dizem professar a Jesus Cristo, mas praticam contínuos atos de injustiça para com os seus funcionários, serão repreendidos por Deus em...

A verdade é que sempre o são. Mas a maioria nem percebe que o Senhor os está advertindo, achando que as maldições que ocorrem em suas vidas e famílias são coisa comuns....

»VEJA MAIS