ongrace.com

> Mensagem de Hoje

27/02/2019 - A TERRA ENGOLIU OS INVEJOSOS

  • Envie por Email
  • Imprimir
Abriu-se a terra, e engoliu a Datã, e cobriu a gente de Abirão.  Salmo 106.17


Mesmo sabendo tudo sobre a vida de Moisés, o qual fora tirado das águas, e vendo que Deus falava com ele face a face, houve três israelitas que tentaram destituí-lo à força, tirando-o da missão recebida do Céu, para que, assim, ocupassem o lugar dele. Esses loucos só pensaram em si próprios. Caso o plano deles tivesse dado certo, os israelitas deixariam de ser guiados pelo Senhor e não chegariam à Canaã.

Até hoje, o espírito da inveja assume o controle de muitos fracos, os quais se deixam levar por seus devaneios. Eles cedem a esse sentimento maléfico, apesar de o Espírito Santo lhes mostrar o engano no qual estão se envolvendo. Muitos não se arrependem e são os responsáveis por um grande prejuízo à obra divina. Quem buscar o próprio interesse não ficará sem a justa punição, que é eterna, por ter se insurgido contra a verdadeira sabedoria.

A inveja começou no coração de Corá, filho de Levi, cuja tribo fora escolhida para ser a administradora do ministério do Tabernáculo de Deus e estar presente na congregação para ministrar ao Senhor. Eles ainda queriam o sacerdócio (Nm 16.10). A inveja tem uma irmã gêmea chamada cobiça. Quase sempre, onde está uma a outra se faz presente. Já vi coisa igual acontecer em muitas igrejas, que, depois, foram destruídas por completo. Piedade!

O invejoso fica como se estivesse hipnotizado, pois não consegue ver seu erro e, cada vez mais, fecha-se para a voz do Espírito Santo, o qual vem para convencê-lo do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8). O final dessa pessoa é desastroso. Quando a obra de Deus é feita na força da carne, o prejuízo é certo, mas infinitamente menor do que o preço que pagarão os loucos que a fizerem na presença do Senhor, com Sua divina direção, mas, ao mesmo tempo, atendendo às ordens e sugestões do inimigo. Misericórdia!

Corá convenceu mais dois desmiolados: Datã e Abirão. Estes eram da tribo de Rúben, o qual não obteve a bênção por ter subido ao leito de Jacó (Gn 35.22). Por causa do seu pecado, ele deixou de ser o mais excelente, pois contaminou a cama de seu pai. Só pelo fato de seus companheiros serem dessa tribo, o intento deles era maligno.

A revolta de Corá devia estar em seu coração há muito tempo. Quando Moisés, por ordem de Deus, mandou que apedrejassem um homem que apanhava lenha no sábado (Nm 15.32-35), o demônio da inveja fez Corá declarar guerra ao homem de Deus. O seu discurso de rebelião baseou-se no fato de que achavam que toda a congregação era santa, e todos eles eram santos, por isso perguntaram a Moisés por que ele e Arão se elevavam sobre eles.

Deus diz que quem age assim busca seu próprio interesse, pois se insurge contra a verdadeira sabedoria (Pv 18.1). Aqueles três conseguiram atrair para junto deles 250 maiores da congregação, homens de nome. Sobre eles caiu a culpa (Lc 17.1), porque não quiseram dar ouvidos a Moisés, insistindo no erro. Por isso, a terra se abriu e engoliu os rebelados, e o fogo do Senhor matou os outros 250.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Pai! É triste encontrarmos pessoas sem o juízo de Deus formado nelas. Com isso, desrespeitam as Escrituras, dividem a Tua obra e trazem maldição para si e os que se ajuntam a elas.

Livra-nos da inveja; assim, em nosso meio, ninguém terá coragem de se levantar contra a Tua sabedoria. É lamentável saber que a pessoa que teve comunhão e amizade conosco, servindo a Ti como uma só alma, afastou-se dos Teus planos.

Dá-nos uma união verdadeira! O que mais deve nos interessar é fazer a Tua obra e dar o bom testemunho. Com isso, milhões de pessoas que caminham a passos largos para a perdição darão meia-volta e seguirão rumo ao Teu Reino, o qual não pode ser dividido! Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração