ongrace.com

> Mensagem de Hoje

23/11/2018 - ACABE CONSULTA OS ANCIÃOS

  • Envie por Email
  • Imprimir
E todos os anciãos e todo o povo lhe disseram: Não lhe dês ouvidos, nem consintas. 1 Reis 20.8


Depois de se ver em grande dificuldade e sem consultar o Senhor, demonstrando desrespeito para com Ele, Acabe chamou o rei da Síria de seu rei e senhor, entregou-lhe sua prata, seu ouro, suas mulheres e seus filhos – os saudáveis –, e viu que o inimigo era insaciável. Ben-Hadade mandou avisá-lo de que queria mais: todos os pertences da casa daquele rei e dos seus servos. Diante disso, Acabe convocou os anciãos.

Ao expor sua situação, aqueles homens experientes aconselharam Acabe a não dar ouvidos a Ben-Hadade, nem consentir que alguma coisa lhe fosse entregue. No entanto, a resposta de Acabe ainda foi permissiva, pois entregaria a ele tudo o que havia garantido. No entanto, a segunda petição não seria atendida. O rei da Síria ficou indignado e mandou um recado “malcriado” ao governante de Israel, zombando do tamanho do reino do Norte.

Quem concorda com o diabo torna-se inimigo de Deus. Entenda: não temos de dar nada ao diabo. Porém, alguns, sem ter consciência, entregam seus familiares a Satanás, declarando não haver mais jeito para eles, e, por isso, eles morrem. Temos de ensinar à família e a quem trabalha conosco a temer o Altíssimo. Desse modo, quando o mal surgir, a pessoa repreenderá e expulsará as forças das trevas, e glorificará o Pai celestial.

Temos de servir somente ao Senhor. Quando Ele nos orientar a dar algo à igreja ou ao necessitado, devemos fazê-lo. Deixar o maligno colocar a mão nos bens concedidos pelo Altíssimo a nós é negar a fé e virar as costas para Ele. O Senhor nos prometeu que, quando o inimigo vier contra nós como uma torrente de águas, o Seu Espírito arvorará a bandeira contra ele e o enfrentará (Is 59.19). Deus luta por nós!

Ao ouvir a nova ameaça de Ben-Hadade, o rei Acabe respondeu como um homem de fé, à altura da decisão tomada pelos anciãos de Israel. Nesse episódio, em vez de temer, ele até abusou da ameaça do rei sírio. O triste é que Acabe nunca se mantinha firme em Deus e se deixava levar pela pressão de Jezabel, sua mulher. Do mesmo modo, muitos declaram servir ao Altíssimo, mas, na verdade, estão enganados.

Se você tem sido ameaçado pelo diabo em qualquer assunto, conserte-se com Deus. A ameaça prova que você está longe dEle. Quem anda ao lado do Altíssimo assemelha-se àquela pessoa com o sistema imunológico forte, a qual nem um resfriado pega. Você só tem a ganhar se estiver bem com o Todo-Poderoso; assim, o inimigo não o atingirá. Quem vive uma fé de aparências nunca é bem-sucedido. 

Cinja-se do amor de Deus, da autoridade existente no Nome de Jesus e da unção dada pelo Santo Espírito. Então, o inimigo nunca atingirá a sua vida com mentiras. Seja um vitorioso em Cristo – foi por isso que Ele o chamou para ser Seu discípulo. Quem aprende com o Senhor jamais é derrotado!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus, nossa Força e Poder! Por não estar bem na Tua presença, Acabe não se importou em entregar a Ben-Hadade seus bens materiais, suas mulheres e seus filhos saudáveis. Não podemos nem queremos dar ao inimigo os nossos bens. Ajuda-nos!

Precisamos andar diante de Ti em amor, estando ao Teu lado, fazendo a Tua vontade, e não a do inimigo. Vê o que nos falta! Provavelmente, há muita coisa a ser acertada. Mas, com o Teu auxílio, tudo se resolverá para o nosso bem.

Vem nos renovar com o Teu maravilhoso Espírito! Então, não haverá momentos de vacilação ou derrota. Em todas as coisas, Tu terás a primazia em nossa vida. Amamos a Ti, a Jesus e ao Teu Santo Espírito.

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

CARO PASTOR,EM 2005 ME BATIZEI NA IGREJA DA GRAÇA.TUDO IA MUITO BEM,DE REPENTE COMEÇEI A ME SENTIR MAL EM TODOS OS CULTOS,COMENTEI COM O PASTOR ELE FEZ UMA ORAÇAO MAS NADA...

Minha irmã, francamente! Sua mensagem transpira autopiedade! Essa atitude de comiseração não vai levá-la a lugar algum! Se nosso pastor falhou com a senhora, o que não...

»VEJA MAIS