ongrace.com

> Mensagem de Hoje

13/02/2020 - AS OFERTAS NÃO SÃO TUDO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Tributai ao SENHOR a glória devida ao seu nome; trazei oferendas e entrai nos seus átrios.    Salmo 96.8


Muitos não têm tempo para Deus, mas dizem crer nEle e esperam dEle a salvação de sua alma, bem como a cura de doenças e a libertação de vícios. Para provar que seu “amor” por Ele é grande, enganam-se enviando ofertas para ajudar a igreja. Mas será que a Palavra nos ensina isso, ou eles só se apegam à metade das três revelações do Altíssimo inseridas nesse versículo?

No início dos anos 1980, um cidadão veio até mim falar que seu patrão era bem rico e precisava deixar de fumar, mas não conseguia parar, apesar dos tratamentos médicos e das orações. Ele disse que falara com o seu chefe sobre como Deus me usava, e ele mandara me dizer que, se eu orasse e ele se livrasse da dependência, doaria um milhão de dólares para mim. 

Minha resposta foi bíblica. Eu disse que Jesus nos sara até de doenças incuráveis, e nem o Senhor nem eu precisávamos daquele dinheiro. Caso ele comparecesse aos meus cultos, eu faria a oração da fé. Então, ao crer, seria curado. Se quisesse ofertar, fizesse isso segundo a orientação de Deus. Afinal, o Altíssimo não aceita pagamento pelos Seus benefícios. Até ontem, o tal homem nunca apareceu na igreja. Não se compra o favor divino.

A primeira parte da mensagem é clara: temos de render ao Pai a glória devida ao Seu Nome. O Senhor Se envergonhará de quem Se envergonhar dEle. Quando você entender o agir de Deus, orar e receber a bênção, compreenderá que Ele deve ser honrado com o seu louvor, conforme a extensão da Sua operação. Quem pouco ama pouco é perdoado – de acordo com a medida que Deus usa (Lc 7.47).

A segunda é semelhante à primeira, embora fale sobre entregar a oferta. Onde não há fé, o Todo-Poderoso não opera. Ao curar dois cegos que suplicaram pela bênção, Jesus disse que a obra seria feita de acordo com a fé deles (Mt 9.29). A fé vem pelo ouvir, e a oferta deve ser entregue de acordo com o que você ouviu de Deus. Quando o pastor pergunta quem deseja dar certa quantia e você sente de fazer essa contribuição, tal oferta será agradável ao Altíssimo.

A terceira fala em entrar nos Seus átrios, o que, na Bíblia, refere-se ao lugar de oração no templo. Ao orar, muitas vezes, você entra em batalha espiritual e não pode deixar de declarar o que dizem as Escrituras sobre o assunto pelo qual peleja. Nesse caso, a oração é um julgamento em que a parte contrária fará a acusação, tentando provar que você tem de sofrer por causa disso e daquilo. Você se defenderá de acordo com os ensinos bíblicos. Quem não se defende no tribunal será condenado. Vigie!

Se quiser se livrar do mal, cumpra essas três partes. Deixar de dar a glória ao Senhor irá privá-lo da bênção; não entregar a oferta que sentiu em seu coração o roubará da obra de Deus. Por fim, entre no tribunal de Deus e faça a sua defesa. Use o que você aprendeu na pregação ou na leitura da Palavra!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Senhor Revelador! Tu jamais falarias demais ou de menos, pois és a Verdade e honrá-la é o que fazes sempre. Portanto, atribuiremos a glória devida ao Teu Nome, que opera tudo na vida dos que creem em Ti e exercem a fé.

Quanto à oferta que colocares em nosso coração, para que a Tua obra prossiga na missão evangelística, cumpriremos o que nos disseres. Mas dize e faze-nos executar as três fases, pois queremos vencer e louvar-Te com sinceridade!

Entramos nos Teus tribunais para resolver nossos problemas e render-Te louvor e glória. Não aceitamos o pecado nem a doença, porque Jesus os levou na cruz, sofrendo em nosso lugar.

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Gostaria de saber se é verdade (de acordo com a palavra) que os demônios só conseguem entrar em uma casa através de objetos (portais) sino dos ventos, plantas como espada...

Os demônios são seres espirituais, e não materiais. Os objetos consagrados ao império das trevas certamente são usados para oprimir suas vítimas, mas o veículo preferido...

»VEJA MAIS