ongrace.com

> Mensagem de Hoje

08/03/2017 - ASSENTADOS COM JESUS PARA JULGAR

  • Envie por Email
  • Imprimir
Porque um trono se firmará em benignidade, e sobre ele no tabernáculo de Davi se assentará em verdade um que julgue, e busque o juízo, e se apresse a fazer justiça. Isaías 16.5


O reinado de Cristo é pleno na vida daqueles que O aceitaram como Salvador e Senhor. Ao vencer o diabo, despojando-o do poder roubado do homem, o Filho recebeu do Pai todo o poder nos Céus e na Terra – no mundo espiritual e no material. Quando o cristão começa a aprender a Verdade, fica maravilhado com o que pode fazer em o Nome de Jesus.

Foram muitas as bênçãos conquistadas pelo Salvador em favor da humanidade em Sua morte. O fato de ter recebido toda a autoridade deve nos encorajar a lutar contra o mal. Nenhum demônio pode nos manter dominados, porque a simples menção ao Nome do Senhor o faz cair por terra. Porém, é preciso que estejamos em Cristo e Ele em nós, para o poder divino operar livremente.

Isaías profetizou que chegaria o dia em Quem o trono se firmaria em benignidade. Benigna é a pessoa de bom caráter e praticante do bem. O reino se firmaria em bondade, mediante obras de alguém assim. A boa notícia é que esse governo já foi firmado e está em plena atividade. Quando formos tomar qualquer atitude, devemos orar e, se vinda do Senhor, fazê-la. 

Cristo Se estabeleceu em benignidade quando foi elevado aos Céus e Se assentou à direita do Pai. O Salvador é Quem reina no domínio espiritual e no material. Ele só precisa que usemos a fé e creiamos – consideremos a obra feita. Por mais difícil que seja a situação, Ele jamais perde a batalha. Estamos assentados com Ele. 

Jesus Se assentou no trono, no Tabernáculo de Davi. É nessa tenda que o rei de Israel havia descoberto que fomos assentados, a fim de julgar – dar solução aos nossos problemas e aos de quem nos procurar pedindo ajuda. Devemos tomar nossas decisões como as de um juiz quando julga uma causa. Elas devem ser terminativas, não dando margem para o inimigo prevalecer. O poder está em nós!

O propósito do Senhor em nos auxiliar é buscar o juízo, a obra substitutiva que Ele fez na cruz. Não há como nem por que a vontade de Deus deixar de funcionar em nosso favor, se o juízo foi executado em Seu Filho. Ele sofreu as nossas dores e enfermidades para que fôssemos sarados; suportou nossas transgressões e iniquidades para nos libertar do império das trevas. Ele busca – executa – o juízo verdadeiramente. 

O Senhor não é tardio em Suas decisões; Ele Se apressa a fazer justiça. Ao crermos nas Escrituras, Deus nos socorre. Portanto, ordene ao mal que saia, e a sua cura logo surgirá.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Rei dos reis! O Teu reinado durará por toda a eternidade. Por isso, o diabo não prevalecerá em qualquer situação, se o cristão repreendê-lo e expulsá-lo em o Nome de Jesus. O Teu Trono está firmado em benignidade.

Queremos entender mais do Tabernáculo de Davi, para participarmos das Tuas obras como planejaste. Obrigado por nos informares de que estamos assentados com o Teu Filho nesse trono bendito. Logo, podemos, no Nome dEle, julgar em verdade.

O nosso propósito precisa ser buscar o juízo, fazendo prevalecer a obra de Jesus no Calvário. Que, à feitura do Mestre, nós nos apressemos em fazer a justiça. Queremos viver a Nova Aliança de modo a Te louvar e glorificar sempre.

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário gostaria de saber se um casamento pode acontecer sem ser da vontade de Deus. Por exemplo a pessoa querer casar-se com outra por atração sexual,por querer sair...

Nenhum casamento se desfaz sem causar grande desagrado a Deus. Se ele foi feito sem o consentimento dEle, há dois desgostos: o da desobediência que gerou o casamento e o da...

»VEJA MAIS