ongrace.com

> Mensagem de Hoje

25/10/2012 - AUDIÊNCIA INEVITÁVEL

  • Envie por Email
  • Imprimir
Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal. 2 Coríntios 5.10


Você pode sentir-se dono das suas decisões, mas saiba que será responsabilizado pelo que fizer ou deixar de fazer por meio do seu corpo. Por mais que você se sinta livre para realizar a sua vontade – dizendo que a vida é sua e, por isso, faz dela o que desejar –, um dia, será chamado para prestar contas de seus atos e de suas omissões. Seja, portanto, sóbrio em tudo. 

A Palavra declara que todos comparecerão perante o Tribunal de Cristo. Nosso Juiz será o Senhor, que não Se deixará corromper em hipótese alguma. Hoje, Ele é nosso Advogado; porém, naquele dia, Ele será o implacável Meritíssimo, o qual jamais permitirá que seja enganado. Quando Ele colocar os Seus olhos, que são como chamas de fogo (Ap 19.12), em quem estiver sendo julgado, essa pessoa confessará toda a verdade.

O escritor de Eclesiastes recomenda ao jovem que seja comedido nos dias da mocidade (Ec 11.9). Deus não o proibiu de alegrar-se nem de andar pelos caminhos que agradam ao coração e aos olhos, mas esteja ciente de que, no Dia do Juízo, prestará contas sobre suas escolhas. 

Responda rápido: se, neste momento, a sua vida cessasse e você fosse levado ao Tribunal de Cristo, o que aconteceria? Você se arrepia ao lembrar-se das coisas que fez ou que deixou de fazer, não é verdade? Elas serão trazidas à lembrança. Por isso, esta é a hora, enquanto você ainda está trilhando o caminho, de se acertar com seu adversário, para que ele não leve você ao Juiz (Mt 5.25). Depois, só restará condenação.

Os mortos, grandes e pequenos, estarão em pé diante do tribunal. Os 66 livros serão abertos, mais o Livro da Vida, e, então, todos serão julgados (Ap 20.12). A única maneira de escapar do julgamento é enquadrar-se na saída que Jesus aprontou – passar a ouvir as palavras dEle e crer no Pai que O enviou (Jo 5.24). A sua atitude em relação ao que a Palavra diz pode condená-lo ou não no Tribunal de Cristo.

Quem obedecer ao Senhor  não será envergonhado no Juízo. Todavia, quem não fizer Sua vontade nem se curvar ao que Ele diz enfrentará a mesma Palavra de Deus, que o julgará. Ela é o próprio Senhor Jesus, o qual estará assentado no Supremo Tribunal para nos julgar (Mt 25.31-46). Não deixe o inimigo enganá-lo. Este é o momento propício para escapar da condenação! 

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração