ongrace.com

> Mensagem de Hoje

28/01/2019 - CAMINHANDO A SEGUNDA MILHA

  • Envie por Email
  • Imprimir
Então, os filhos de Israel lhe disseram: Subiremos pelo caminho igualado, e, se eu e o meu gado bebermos das tuas águas, darei o preço delas; sem fazer alguma outra coisa, deixa-me somente passar a pé.  Números 20.19


O temor a Deus se mostra no instante em que temos direito à retaliação, a tomar duras medidas contra quem se mostra intransigente. Há momentos em que até nossos irmãos em Cristo nos aborrecem e, se não tivermos o amor do Senhor dominando nosso coração, agiremos sem a direção do Espírito Santo. Orar e esperar a orientação divina são atitudes que farão toda a diferença e não nos condenarão.

Moisés tinha o poder divino para colocar os israelitas em Canaã. Entretanto, não agiu por conta própria. O líder, certamente, estava em oração quando pediu ao rei de Edom que deixasse Israel passar por aquela terra, mas a resposta recebida foi negativa. Ora, o servo de Deus caminhou a segunda milha (Mt 5.41) e, de maneira humilde, refez o pedido, garantindo que pagaria qualquer prejuízo provocado pelos israelitas. Ele deu ao rei a chance de ser abençoado!

Jesus disse que devemos dar a outra face, a fim de que as pessoas caiam em si e vejam que a nossa reação foi de amor, e não de ódio (Lc 6.29-35). Quando um filho de Deus age como o incrédulo, perde a chance de ser recompensado e ter a operação divina em seu favor. Com ela, o salvo terá muito mais do que ganharia caso tivesse ido ao juiz do mundo. Aquele que vê em secreto nunca deixará de retribuir!

O líder hebreu mostrou ao rei de Edom que não somente conhecia o caminho aplainado, mas também nunca lhe daria prejuízo. Pelo fato de ter refeito o pedido e mostrado a alternativa, o edomita poderia ver que ele era de paz, e seria bom para seu povo ser misericordioso. Ora, quem teme o Senhor não deve se fechar diante do momento de praticar o bem, porque a recompensa divina durará pela eternidade!

Antes de Moisés falar do caminho, o rei deveria ter oferecido aos israelitas essa possibilidade, inclusive convidando-os a comer e beber de tudo o que tinha. Ora, a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado (Mt 25.29 – ARA). Hoje, onde se encontram os descendentes de Esaú? Os hebreus estão por toda parte e, inclusive, são bem-sucedidos. Vale a pena confiar em Deus.

A recusa do rei de Edom faria até seu nome ser registrado na Bíblia. Se tivesse prestado atenção no relato de Moisés sobre a história dos filhos de Jacó e auxiliado esse povo, teria sido ajudado em todo o seu reinado. Talvez, o mundo estivesse melhor com ele hoje. Quem não faz o bem prejudica a si mesmo e também a sua descendência. Nada melhor do que dar, porque a recompensa virá do Altíssimo.

Fique ligado nas Escrituras, pois o Senhor levará a você boas e belas ocasiões para fazer o bem. Então, no Dia do acerto final, o qual determinará o lugar de todas as pessoas para sempre, quem aproveitou essas chances será galardoado.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Pai! É maravilhoso buscar as Tuas direções em tudo o que nos chega às mãos, até mesmo nos pedidos feitos a nós. Com Tuas orientações, não somente seremos bem-sucedidos, como também recompensados continuamente.

Como agiu errado o rei de Edom! Caso tivesse orado a Ti, teria ajudado Moisés, Teu servo, e receberia o galardão prometido a quem Te ouve e obedece. Temos de aproveitar os momentos que Tu nos dás. Nós Te amamos!

Precisamos socorrer aqueles que Tu nos envias. Desejamos ter a porta do nosso coração aberta na medida certa para Te servirmos de modo agradável e perfeito. Obrigado!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Pastor, gostaria de saber o que o Sr. acha sobre o filme "O segredo"?Eu sendo cristã achei bom, desde que a própria pessoa não se sinta um deus,e crer que o universo é Deus...

Não vi o filme nem li o livro, portanto não posso emitir opinião. Agora, preocupa-me associar o poder do Nome do Senhor Jesus a desejos egoístas e que nada têm em comum...

»VEJA MAIS