ongrace.com

> Mensagem de Hoje

14/04/2018 - COMO O PAI A SEUS FILHOS

  • Envie por Email
  • Imprimir
Assim como bem sabeis de que modo vos exortávamos e consolávamos, a cada um de vós, como o pai a seus filhos.  1 Tessalonicenses 2.11


Não basta dar aos filhos o que eles precisam, se não soubermos exortá-los e consolá-los corretamente na fé em Cristo. Durante os períodos de tentação, esses ensinamentos valerão mais do que uma boa herança. É primordial ter o nome escrito no Livro da Vida, pois, quando Jesus vier buscar os redimidos, nossos filhos estarão entre eles. Adiantaria vê-los com diploma universitário, riqueza e boas coisas, mas perdendo-se para sempre?

Aqueles que Deus coloca sob os nossos cuidados precisam conhecer o amor dEle em sua amplitude, e não somente possuir bens materiais. Os salvos devem crescer de modo perfeito e justo até atingir a estatura de Cristo. O Senhor não quer ver os Seus vivendo em pecado, porque, se isso ocorrer, tal pessoa será enviada para o lago que arderá com fogo e enxofre. Misericórdia!

Exortar é encorajar alguém a obedecer ao Senhor para, assim, receber as promessas divinas. As palavras de exortação devem ser dadas em tom amoroso, a fim de que os mais sensíveis não se ofendam nem se desviem, achando que não são amados. Devemos ter o cuidado de não prejudicarmos ninguém no nosso serviço a Deus, porque o preço pago por Cristo em favor dessa vida foi alto demais. Seja amigo!

Consolar é dar solução aos problemas do dia a dia, seguindo os ensinamentos bíblicos. Também significa levar uma pessoa a se resignar com a derrota em uma competição, quando, apesar de ter se esforçado demais, não atingiu o resultado esperado. O período de luto é outro bom momento para consolarmos alguém, ensinando-lhe a Verdade e mostrando-lhe que todos nós passaremos pela morte. Bom mesmo é fazer todos amarem a Deus!

Muitas vezes, uma exortação bem feita leva o desanimado na fé a continuar crendo no Altíssimo. Para tanto, devemos contar a essa pessoa testemunhos que a fortaleçam. Sem dúvida, isso a fará superar o que parece ser um prejuízo. Refletir, segundo a Palavra, sobre determinado assunto que surpreendeu alguém fará esse ouvinte aprenda a viver de modo agradável ao Pai celestial e a servir-Lhe com amor.

Tenha em mente que os novatos na fé são como bebês, que ainda não podem assumir o controle da própria vida. Portanto, precisam ser tratados como filhos imaturos. Somente depois de caminhar por algum tempo com Deus e não se deixar levar pelas ofertas do pecado, eles poderão ser deixados a sós para tomar decisões que os farão ser bem-sucedidos. Dê atenção aos novos convertidos!

Lembre-se de que as pessoas que o Senhor coloca sob o nosso governo são propriedades dEle e não nossas. Por isso, devemos dar a atenção às necessidades delas para não haver perdas no rebanho que Ele nos confiou. Os “bebês” em Cristo não sabem distinguir a voz e os laços do inimigo. Sendo assim, temos de dar a eles pacientemente a segurança de que precisam.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus! Como ajudaremos os irmãos recém-chegados em Cristo, sem a Tua ajuda? Muitas vezes, não sabemos o que dizer nem que direção tomar. Então, agimos de maneira oposta ao Teu querer. Vem em nosso auxílio!

Por outro lado, se fomos constituídos ministros do Novo Testamento, podemos crer que receberemos o necessário para cumprirmos nossa missão. Clamamos para recebermos a sabedoria proveniente do Teu trono.

Temos sido socorridos por Ti e queremos continuar servindo-Te com alegria. Devemos entender que vem das Escrituras a bênção de dar a direção segura a quem tens colocado diante de nós. Contigo, faremos o melhor!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Ouvi um amigo meu, que é evangelico da batista Ebenezer, dizendo que ele iria contruir na casa dele um altar com 12 pedras virgens. Essas pedras encontradas em...

Não há absolutamente nenhuma referência à necessidade de altar de adoração depois da morte e ressurreição do Senhor Jesus. Nenhuma porque o culto que prestamos a Deus...

»VEJA MAIS