ongrace.com

> Mensagem de Hoje

04/11/2012 - COMPANHEIRO DE LUTAS

  • Envie por Email
  • Imprimir
Paulo, prisioneiro de Jesus Cristo, e o irmão Timóteo, ao amado Filemom, nosso cooperador, e à nossa irmã Áfia, e a Arquipo, nosso companheiro, e à igreja que está em tua casa. Filemom 1.1,2


Uma das melhores ações que podemos desenvolver diante do nosso Deus é dar graças a Ele pelas pessoas que levamos a Cristo. Em seus primeiros dias de caminhada com o Senhor, elas demonstram um amor tão grande pelo Pai, que isso nos proporciona muita alegria. Assim como os filhos naturais, que, quando pequeninos, enchem-nos de prazer pelo que fazem, os espirituais também nos alegram sobremaneira.

O bom é quando esses filhos continuam na fé, aumentando sempre em amor, tanto para com Jesus, como em relação aos outros membros da família divina. Na verdade, fomos salvos para servir a Deus aqui e no porvir. Mas quem não Lhe serve agora será que irá servir-Lhe depois? A caminhada dos nossos filhos espirituais demonstrará que tipos de pessoas são de fato. 

Se os que se converterem por nosso intermédio não forem ensinados de modo correto, o prejuízo será nosso, pois o Senhor nos mandou fazer discípulos (Mt 28.19 – ARA). Sendo assim, não devemos permitir que o egoísmo tome conta do nosso coração; pelo contrário, precisamos ensiná-los a fazer com que a comunhão da fé deles se torne cada vez mais eficiente. Com isso, um dia, nós mesmos poderemos ser beneficiados pelos que introduzimos no Reino do Senhor. Isso será possível por meio do pleno conhecimento que deve haver em nós e em nossos filhos na fé, por Cristo Jesus (Fm 1.6).

Paulo ficou feliz e confortado pelo desenvolvimento do amor de Filemom, porquanto o coração dos santos havia sido reanimado por intermédio dele. Que bom se isso ocorresse com todo aquele que nasce no Reino! Os que passarem a ser bons mordomos dos recursos do Senhor terão maior glória na Sua vinda. Não é preciso que nos ordenem fazer o bem, pois esse deve ser o desejo do nosso coração em todos os tempos.

O apóstolo sentia plena liberdade em Cristo para ordenar a Filemom que fizesse o que era de direito; porém, preferiu solicitar, em nome do amor, que ele recebesse o seu ex-escravo – Onésimo -, não mais como um que tinha obrigação de fazer tudo, mas, sim, como um irmão que o apóstolo gerou em Roma, entre algemas. Agora, velho, prisioneiro de César, com a vida prestes a ser ceifada, Paulo gera um fugitivo escravo e pede que seja recebido como irmão.

Antes, como fugitivo que era, Onésimo fora inútil a Paulo; mas, agora, como um servo de Deus, seria útil. O apóstolo, então, convenceu-o a ir de novo ao seu senhor; dessa vez, porém, como um irmão em Cristo. Ele o enviou como se fosse o seu próprio coração. Por sentir que Onésimo seria mais útil a Filemom, Paulo pediu que este o recebesse como irmão em Cristo e não mais por um pouco de tempo, mas para sempre, como um companheiro na fé.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Pastor eu tinha mandado alago escrito na oração que pedi, o que eu faço para tirar o medo , e saber lidar com pessoas , como que eu faço para amar a Deus de todo o meu...

Camila, você está muito confusa e o meu conselho é: Mergulhe no mundo de Deus. Busque-O de todo o coração. "Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta...

»VEJA MAIS