ongrace.com

> Mensagem de Hoje

23/10/2020 - DESVIO PERIGOSO

  • Envie por Email
  • Imprimir
Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne? Gálatas 3.3

Ouça a mensagem

O início do nosso amor a Deus foi obra do Espírito Santo, que veio para nos convencer dos nossos pecados, levando-nos a um arrependimento sincero. Por essa razão, obtivemos as misericórdias do Senhor, que perdoou as nossas transgressões e nos concedeu a fé em Cristo e toda sorte de bênçãos compradas por Ele em Sua morte. Esse ato foi tão bom e perfeito, que as Escrituras declaram que ninguém pode intentar acusações contra os eleitos de Deus (Rm 8.33).

O Senhor prometeu que seria com Salomão para sempre, desde que este fosse fiel à Sua Palavra, perseverando em agir conforme a vontade divina: E estabelecerei o seu reino para sempre, se perseverar em cumprir os meus mandamentos e os meus juízos, como até ao dia de hoje (1 Cr 28.7). No entanto, o mais sábio da face da Terra desconsiderou essa exigência, e o seu reino foi quebrado na geração seguinte, com o seu filho Roboão. Misericórdia!

Jesus nos avisou de um perigo que ronda os salvos, dizendo: E sereis aborrecidos por todos por amor do meu nome; mas quem perseverar até ao fim, esse será salvo (Mc 13.13). Devemos ser sensatos, pois, tendo começado pelo Espírito, não podemos dar ouvidos aos fracos, que decidem interpretar a Palavra, crendo naqueles que usam leituras desequilibradas para “melhorar” o que já veio perfeito: a salvação.

Paulo advertiu os gálatas de que incorriam em gravíssimo erro. Eles estavam desprezando as Escrituras e acreditando nas doutrinas pregadas por quem não conhecia completamente o Novo Pacto. Assim, voltavam às práticas do judaísmo. O apóstolo escreveu: Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou e não torneis a meter-vos debaixo do jugo da servidão (Gl 5.1). Cuide-se para não retornar ao passado!

Quando uma pessoa se converte ao Evangelho, ela nasce de novo. Isso não ocorria nos tempos da Lei, pois esta não era o amor de Deus em Sua totalidade. A Lei era boa para aquele período, mas não para quem se tornou parte do Corpo de Cristo. Não temos de praticar nada para agradarmos a Deus, a não ser nos assumir como a justiça de Deus em Cristo. Ora, a justiça do Senhor não vive em pecado nem nega as revelações da Bíblia.

É insensatez deixar que alguém o guie pela Lei de Moisés, pois, se ela fosse suficiente, o Todo-Poderoso não teria enviado o Seu Filho. O Messias veio com a missão de nos livrar do diabo e levar-nos ao Reino dos Céus. Ora, se já estamos no Seu Reino, devemos ir atrás do que Cristo diz claramente: vinho novo se coloca em vaso novo (Mc 2.22). Acorde para a verdade e recuse a fraqueza de quem nunca provou a verdadeira salvação.

Sabe o que acontece com aqueles que voltam aos rudimentos do judaísmo, desprezando a graça divina? Paulo explica: Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído (Gl 5.4). Você deseja isso, ou pedirá perdão pelos seus erros?

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus santo e admoestador! Agradecemos a Ti pela verdade, pois, sem ela, somos enganados pelos ventos de doutrina e conceitos humanos. Queremos perseverar até o fim, para que, assim, sejamos salvos. 

Salomão achou que podia fazer a própria vontade, mas a Tua Palavra se cumpriu nos dias do filho dele. Roboão deixou de preparar o coração para Te seguir. Ajuda-nos com a Tua instrução, porque não desejamos ser condenados!

Hoje, chegamos diante de Ti para obtermos a reconciliação. Alguns são levados pelo pecado; outros, pelos ensinamentos rigorosos sem base na Nova Aliança. Crenças estranhas ao Evangelho não nos servem, mas o vinho novo para servimos a Ti, sim!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Tenho 20 anos e, desde pequeno, freqüento uma igreja neopentecostal. Apesar da minha família ser evangélica há muito tempo, nossa vida não está bem. Moramos agora no...

Freqüentar uma igreja evangélica pode ser igual a freqüentar um cemitério; não levará coisa alguma. É claro que existem boas vantagens em freqüentar a igreja, pois se...

»VEJA MAIS