ongrace.com

> Mensagem de Hoje

08/11/2009 - DEUS É JUSTO

  • Envie por Email
  • Imprimir



“Porque o necessitado não será esquecido para sempre, nem a expectação dos pobres se malogrará perpetuamente” (Salmo 9.18).

Enquanto o diabo detém todos os títulos negativos, Deus possui todos os positivos, e um deles é ser justo. O Senhor não Se deixa levar pelo destempero nem, em um acesso de ira, comete alguma iniquidade. A maldade jamais se aproximou do nosso Pai nem chegará perto dEle. Suas obras são limpas, perfeitas e feitas com amor e justiça. Mesmo para quem está no erro o Altíssimo olha com misericórdia e compaixão. Ele Se esforça para ajudar os que têm sido oprimidos e dominados pelo pecado e aqueles que se encontram sob tentações, as quais, quando se abatem sobre o ser humano, procuram destruí-lo.

A tentação é a capacidade mestra do inimigo de levar os indivíduos a saírem do caminho do bem, atacando nos mais variados níveis e insinuando sugestões. No entanto, os que estão sendo tentados e necessitam de libertação não serão esquecidos para sempre. Eles carecem de amor, consideração e uma mão amiga (Lucas 22.31,32) para se livrarem da investida do mal.

Quando o diabo tenta uma pessoa, peneirando-a, como o Mestre Se referiu a respeito de Pedro, ela é capaz dos mais loucos atos, até mesmo negar Jesus. Se um indivíduo consegue negar o Filho de Deus, o que mais ele é capaz de fazer? Por causa das armadilhas do diabo, homens e mulheres têm caído em adultério, na desonestidade e nos demais desvios. Então, tudo o que o inimigo deseja é que se levantem os “certinhos”, aqueles que “jamais” pecaram, para que a primeira pedra seja atirada. Nessa hora, a Palavra de Deus precisa estar sendo pregada e praticada, porque, se houver uma pessoa que nunca tenha cometido iniquidade, ela apedrejará o pecador. No entanto, Deus não quer apedrejamento, mas, sim, salvação.

Jesus foi às lágrimas de sangue em Sua luta contra as forças das trevas (Lucas 22.44). Embora Ele não tenha pecado, tinha de livrar os pecadores da condenação certa e confirmada. O nosso destino dependia da decisão do Filho de Deus. Se Ele cruzasse os braços, estaríamos perdidos para sempre. Se enfrentasse o tentador, este seria envergonhado, e nós – toda humanidade – poderíamos ser salvos de tamanha destruição. Pense nisso, antes de se juntar ao inimigo e condenar inocentes à perdição, os quais não tiveram quem lutasse por eles contra o pior dos ataques, o do inferno.

Quem tapará a brecha? Quem se oferecerá para salvar alguém do poder de Satanás? A tentação vem segundo a capacidade do maligno para levar almas preciosas ao sujo caminho da morte. Nós somos os únicos capazes de ajudar os perdidos a saírem para a liberdade e serem chamados filhos de Deus. Não lhes atire pedra alguma, mas, sim, ofereça-lhes o dom de Deus, que é perdoador e libertador. A pessoa que Ele libertar, verdadeiramente, livre será. Portanto, deixe o Senhor usar você na obra dEle.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Olá Missionário, que Deus esteja sempre abençoando o senhor em sua missão. Depois de um longo e tenebroso inverno longe dos caminhos do Senhor eu retornei à casa do...

A Palavra de Deus exorta a tudo quanto respira louvar ao Senhor (veja, por exemplo, os salmos 148 e 150). O louvor e a adoração tem muito mais a ver com a atitude do...

»VEJA MAIS