ongrace.com

> Mensagem de Hoje

07/03/2018 - DUPLA VERGONHA E AFRONTA

  • Envie por Email
  • Imprimir
Por vossa dupla vergonha e afronta, exultarão pela sua parte; pelo que, na sua terra, possuirão o dobro e terão perpétua alegria.  Isaías 61.7


Por não terem dado atenção às promessas que seriam cumpridas na vida daqueles que obedecessem à Lei de Moisés, visto que os mandamentos os fariam sábios e poderosos, os israelitas viveram abaixo da linha do sucesso espiritual e passaram por momentos de fortes provações. A promessa para eles, válida também para nós, era: Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra (Is 1.19). Se tivessem obedecido à Lei mosaica, seriam recompensados.

Temos agido como os hebreus em relação à garantia feita por Deus aos filhos de Jacó. Desde a queda no Éden, passando por todas as gerações, o Senhor os enriquecia com Suas fiéis e boas promessas. Tudo o que foi registrado no Livro Santo pertence a quem crê em Jesus. Porém, tal como eles, não levamos as Escrituras em consideração, por isso vivemos mal. O segredo é voltar a servir ao Altíssimo.

Devido ao pecado de Adão, a dupla vergonha pesava sobre o homem. Porém, Jesus retirou esse opróbrio da humanidade quando Se entregou por nós. Portanto, ninguém mais tem de viver sob o jugo das trevas. Ao assumir o seu lugar em Cristo, exulte pela parte que lhe coube na obra dEle. Hoje, estamos de posse da verdadeira Terra da Promessa, onde há todas as coisas de que precisamos. Tudo é nosso, somos de Cristo, e Ele é de Deus.

Agora, em nossa terra, devemos tomar posse de tudo o que diz respeito à salvação comprada por Cristo com o Seu sangue (Rm 5.12-21). Devemos ordenar que as nossas necessidades sejam supridas no Nome do Filho de Deus. Na verdade, receberemos em dobro o que nos foi tirado pelo maligno. Assim como ocorreu com Jó, quando o Senhor restaurou a sua sorte, ocorrerá conosco (Jó 42.10). Afinal, fomos libertos dos efeitos da queda de Adão.

Acabou a tristeza – a frustração – para os salvos, pois o quinhão que lhes foi dado é o dobro do que tinham. E o melhor: ele vem com perpétua alegria. No entanto, se deixarmos de crer na obra redentora do Senhor, deixando de reivindicá-la, continuaremos sob as opressões do inimigo. A profecia de Isaías se cumpriu em Jesus. Temos de ordenar que nos seja dado ornamento por cinza, vestes de alegria por tristeza (Is 61.3).

Os israelitas foram humilhados e sofreram os mais diversos ataques infernais quando se afastaram de Deus. Isso acontece conosco também, mas, no mesmo instante que retornamos ao Altíssimo, podemos determinar que usemos vestes de louvor em vez das de humilhação. Afinal, sendo resgatados da nossa vã maneira de viver, nós nos tornamos a alegria do Senhor. Ele fez tudo para que fôssemos libertos.

Estamos salvos e de volta à casa do Pai. Dessa forma, não há mais condenação em nossa folha (Rm 8.1). Então, por mais que o diabo queira nos ter sob suas garras, devemos assumir o nosso lugar em Cristo, porque somos a justiça de Deus em Jesus (2 Co 5.21). Portanto, desfrute de tudo o que o Salvador comprou com o Seu precioso sangue. Aleluia!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Pai! Na morte e ressurreição de Jesus, foi feito o que era preciso para nos libertar das mãos do inimigo. Agora, podemos viver livres da opressão maligna, e isso deve ser motivo para festejarmos.

A dupla vergonha e afronta acabaram. Podemos fazer o que não podíamos, pois, no sacrifício de Cristo, fomos recriados para realizar a obra mais importante de todos os tempos: a Tua. O diabo não pode mais nos ter nas mãos.

Temos de exultar por estarmos em nossa terra e pela nossa parte na vitória de Cristo. Agora, possuímos em dobro. Nada mais nos impedirá de querer e ouvir para comermos o melhor. A nossa alegria é para sempre!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Caro Missionário. Gostaria de saber o que acontecerá após nossa morte em dois aspecto: -No caso dos doentes mentais,vegetativos, pós derrame,etc. Recobrarão a...

Segundo 1Coríntios 15 e outros textos das Escrituras, após a morte penetramos o mundo espiritual, a Eternidade e nosso corpo se transforma completamente, eliminando-se toda e...

»VEJA MAIS