ongrace.com

> Mensagem de Hoje

27/03/2016 - EIS QUE MORTO ÉS

  • Envie por Email
  • Imprimir
Deus, porém, veio a Abimeleque em sonhos de noite e disse-lhe: Eis que morto és por causa da mulher que tomaste; porque ela está casada com marido.  Gênesis 20.3


Há quatro mil anos, era comum o marido ser morto para alguém tomar a viúva como sua mulher. Por isso, por duas vezes, Abraão pediu que Sara omitisse o fato de ser sua mulher e só contasse que era sua irmã, o que também era verdade (Gn 20.12). Em ambos os casos, ela não foi possuída; assim Deus pode protegê-la de tamanha desonra. Quem fecha os ouvidos à voz do Senhor se abre para as operações do inimigo.

O patriarca dos hebreus sabia que o Altíssimo não negaria a sua parte na Aliança firmada com Ele. Desde que andasse em Sua presença e fosse perfeito, Deus iria guardá-lo de todo mal. Você pode ter toda a sua confiança no Pai celestial, mas, se a sua metade deixar o demônio possuí-la, forçosamente, ela cairá na vontade dele. Todo filho de Deus deve vigiar e orar para nunca entrar em tentação.

No Egito, Deus feriu Faraó e sua casa de enormes pragas, porque ele tinha levado Sara para ser sua mulher (Gn 12.17). Antes que se ajuntassem, o Senhor soube disciplinar aquele que se achava o rei do mundo. Fuja da prostituição em todos os seus níveis. Todo pecado que fizer é fora do corpo, mas o adultério contamina o templo do Senhor. Em Provérbios 5, 6 e 7, há claras advertências a quem se dá a essa prática.

O Altíssimo protege os casamentos de hoje, desde que as duas partes sejam fiéis entre si. Porém, aquela que deixa o espírito maligno tentá-la e, mesmo sendo advertida, entrega-se ao pecado precisa se preparar para o preço que irá pagar. Já o cônjuge inocente, se quiser, poderá optar pelo divórcio (Mt 19.9). Entretanto, não podemos explicar logicamente por que alguém precisa ser infiel à sua metade; afinal, isso causa uma ferida que pode durar para sempre. Seja sempre fiel!

Abimeleque tremeu quando, em sonhos, Deus mostrou-lhe a sentença lavrada contra ele, a menos que se arrependesse. Ele fez isso logo a seguir, jurando que tinha agido na inocência. Quantas pessoas já perderam a vida antes do tempo, por não darem atenção à advertência, e sim continuarem a enganar. Cuidado! O diabo que o fez errar há de acusá-lo dia e noite, se você não se arrepender.

Os pecados cometidos no tempo da ignorância são fáceis de serem perdoados; porém, encontra-se em verdadeiro fel de amargura a pessoa que é advertida, mas fecha os olhos, deixa-se tomar pelo demônio e comete o erro. Se não contar tudo para o seu cônjuge e não pedir o perdão, não será perdoada pelo Senhor agora nem após a morte (Mt 5.23-25). O Altíssimo é justo Juiz e jamais será testemunha mentirosa para ocultar o pecado de alguém.

Agora, antes do Juízo final, Deus mostra a sentença daquele que errou. Se ele não se arrepender, será ordenado a marchar para o fogo eterno. Por que não se arrepender agora, se, depois, o seu pecado será publicado para que todos ouçam (Lc 12.2,3).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Deus fiel! Como erram as pessoas que não confiam em Ti, mesmo tendo recebido as Tuas advertências quanto ao caminho errado que estão trilhando. Misericórdia!


Faraó teve uma amostra grátis do que lhe aconteceria, caso possuísse a mulher do Teu amigo. Hoje, os salvos não são só amigos, mas filhos; por isso, o castigo será maior se alguém tocar na metade deles.


Abimeleque era um homem morto, só pelo fato de ter levado Sara para casa. Que ninguém brinque com a verdade. Ainda que o adúltero seja servo do Senhor, o diabo não deixará de tocar em quem pecou contra a santidade do matrimônio. Amém!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Ola...sou viuva a 10 anos e recebo a pensão de meu falecido pois tenho um filho de 12 e vivo e dou meu dizimo com essa pesão, mas atualmente estou morando com uma pessoa...

Ora, minha senhora, então o Senhor Deus abençoaria uma mentira? Sim, porque diante da Sociedade, a senhora continuaria viúva, mas para Deus, casada. Isso é incoerência e...

»VEJA MAIS