ongrace.com

> Mensagem de Hoje

21/08/2014 - EM QUE VOCÊ PODE CONFIAR?

  • Envie por Email
  • Imprimir
Pois eu não confiarei no meu arco, nem a minha espada me salvará. Salmo 44.6


A nossa luta espiritual é real, e ela não pode ser travada com o poder da mente nem pelo nosso conhecimento cultural ou religioso. O Senhor orienta, nas Escrituras, como se deve agir para Seus filhos vencerem os ataques malignos os quais lhe são desfechados. Por isso, ao prestarem atenção no que lhes é ministrado, devem partir para a batalha convictos da vitória. Sem as “armas” enviadas pelo Onisciente e Onipotente Deus, não há como ninguém sair vencedor.

As armas concedidas pelo nosso Pai a nós são as revelações entregues a nós por darmos ouvidos à Sua Palavra. Aqueles que só escutam, e não obedecem a Deus, impedem a si mesmos de terem os “armamentos” necessários para derrotar e pisar os inimigos que se levantam contra eles. Nas batalhas da fé, é importante não deixar a dúvida ou o medo entrar em seu coração, pois esses sentimentos criam laços e imobilizam você.

Como nas pelejas naturais, para cada situação deve haver uma arma própria. Em uma guerra, por exemplo, os soldados vão preparados de fuzis; outros, de equipamentos mais pesados para destruir tanques, aviões etc. Já os médicos receitam o medicamento certo para cada paciente, e o lavrador utiliza um tipo veneno a fim de exterminar a formiga e as lagartas. Assim também, você deverá utilizar a revelação específica da Palavra para desfazer os males.  

Todas as “armas” colocadas em suas mãos pelo Altíssimo devem ser operadas pela fé em o Nome de Jesus, e a melhor maneira de usá-las é repreender o adversário com a orientação dada pelo Senhor. Não é preciso sempre citar, literalmente, o que está escrito, mas, em seu coração, tem de estar a certeza de que o mal saiu, porque as Escrituras lhe permitem expulsá-lo. Cada revelação é uma autorização para você agir.

Não  trate o inimigo com educação ou gentileza, pois ele deve ser repreendido com toda firmeza. Jamais pense que, se você for muito firme em sua determinação, Satanás se enraivecerá e o atacará com mais força. Ora, ele já age desse modo! Jesus disse: O ladrão [o diabo] não vem senão a roubar, a matar e a destruir (Jo 10.10a), por isso, caso queira se livrar dos laços malignos, seja mais valente do que ele. Seja destemido!

Ao tomar essa postura, não significa que você deve xingar o diabo, pois, até nisso, ele vai tentá-lo. A intenção dele é desestabilizá-lo para o Senhor não operar em sua vida; consequentemente, você não fará a diferença. Portanto, não saia do sério, não dê adjetivos ao maligno nem brinque na sua batalha de fé. Faça como Jesus, o qual o repreendia e exigia a saída dele. O Mestre nunca perdeu um só combate e nos ensinou a fazer a obra de Deus!

Quando se usa o Nome do Senhor, agindo por fé,  sem duvidar, mas crendo na bênção alcançada, você não fracassa. Não confie em sua santidade nem aceite que a falta dela o derrote. A sua luta é de fé, por isso você deve ter essa certeza em Deus. Se o Senhor lhe deu essa convicção, Ele já lhe perdoou, limpou-o e o preparou para a vitória (Mc 2.5).

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Ó Senhor! Aqui, estou para travar a batalha da libertação deste meu leitor. Uno a minha fé à dele e parto para a luta, convicto da Tua operação nele agora. Tu estás conosco e, por isso, repreendo este mal e exijo que saia desta pessoa.

Fomos “armados” por Ti para essa guerra e, em o Nome de Jesus, a vitória já é nossa. Portanto, exijo que todo o poder do inimigo deixe esta vida no Teu Nome e não volte mais. Agora, Pai, este meu leitor deve crer e assumir a postura de vencedor, pois foi o que Tu o tornaste em Jesus. 

Ao leitor: “Chame o mal pelo nome e mande-o embora. Então, levante-se e considere-se curado, liberto e restabelecido. A fé em Jesus nunca falha!”

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário, eu tenho uma pergunta, na minha casa só o meu marido trabalha, somos dizimista fiel, ofertantes na casa do Senhor e somos associados, a única renda é a dele,...

Entregamos o dízimo do salário ou do presente que recebemos, mas não do que nos é confiado para fazer as compras, a menos que você sinta de Deus para fazer...

»VEJA MAIS