ongrace.com

> Mensagem de Hoje

10/03/2019 - EXEMPLO DE OBEDIÊNCIA

  • Envie por Email
  • Imprimir
Assim, enviou Isaque a Jacó, o qual se foi a Padã-Arã, a Labão, filho de Betuel, arameu, irmão de Rebeca, mãe de Jacó e de Esaú. Gênesis 28.5


Não deve ter sido fácil para Isaque enviar seu filho para longe de casa, principalmente naquele tempo em que não havia segurança no caminho nem estado de direito. Porém, o que o homem de Deus sente em seu coração está acima de qualquer outro sentimento. Afinal, se o Senhor assim lhe falou, deve ser feito a despeito dos problemas que possam surgir no percurso até o lugar determinado. Como era um homem de oração, Isaque obedeceu às ordens.

Jesus nos enviou a pregar o Evangelho em todo o mundo, mas alguns, pensando no que pode lhes acontecer e sem saber que aquilo é uma artimanha do maligno para impedi-los de cumprir a ordem divina, inventam desculpas, e muitos povos continuam sem ser alcançados. Ora, quando Deus nos dá uma missão, Ele Se torna responsável com o que nos sucederá, se sofrermos qualquer prejuízo.

A pregação do Evangelho não depende de olhar para o céu, vê-lo sem nuvens, pegar o avião e partir, e sim de pura obediência. A ordem de Isaque a Jacó veio do Senhor. Ora, a semente de Abraão passaria por uma das filhas de Labão, chegando até Jesus. Todo cuidado é pouco ao condenarmos Labão por ter dado Leia a Jacó, porque Judá, de onde veio Cristo, nasceu de Leia e não de Raquel.

Isaque enviou Jacó, e ele foi. Isso nos dá uma lição: temos de ir aonde o nosso Pai nos enviar. O caminho era deserto e perigoso, mas, para quem obedece, isso não seria problema. Com a bênção que iria obter, ele voltaria cheio de bens, com filhos e esposa. Quando se interessou pela mais bela e amável, Jacó soube que teria de trabalhar de graça durante sete anos para tê-la. E ele trabalhou!

Para ele aquilo não foi nada. Entretanto, ao ser enganado pelo sogro, Jacó ficou furioso. Como, naquele tempo, era possível se casar com mais de uma, ele aceitou ficar com Leia, mas teve de trabalhar mais sete anos por aquela que realmente amava. Quanta luta para o Salvador vir à Terra e nos livrar do reino das trevas! Faça o necessário para anunciar a salvação aos perdidos!

Jacó permaneceu no caminho sem procurar lugares para fixar residência, indo em busca do cumprimento do dever. Assim, chegou às planícies da Síria. Em toda a sua trajetória, vê-se a direção do Altíssimo. Da mesma forma, se decidirmos cumprir as ordens do Senhor, a mão dEle nos levará salvos ao destino. Nada nos faltará durante o trajeto até voltarmos com os feixes!

Somos partes do plano divino. Viemos à luz neste tempo, porque o poder do Senhor quis assim. Por isso, devemos enfrentar os problemas atuais, sabendo que Ele nunca nos deixará ou desamparará. Jesus está conosco até a consumação dos tempos. Quando chegar a hora da nossa partida, Ele controlará tudo de modo seguro e perfeito.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

 

Nosso único Deus! Queremos ser enviados, mas nunca ser desobedientes e maus. Usa-nos para executar Teu plano. Precisamos cumprir Teus propósitos, pois, além de nos ajudarem hoje, eles cooperam para a nossa felicidade eterna!

Diga-nos o que fazer, aonde ir e a quem falar. Colocamo-nos em Tuas mãos! Faz da nossa vida um instrumento de amor e paz para este mundo perdido e desesperado nas mãos do inimigo.

O que ocorreu com Jacó já em Padã-Arã prova que Tu estavas guiando cada passo dele, desde a troca de esposa no casamento e os outros sete anos, quando ele precisou servir a Labão para alegrar seu coração. Tu diriges a nossa vida!

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração