ongrace.com

> Mensagem de Hoje

15/10/2009 - FIEL PARA PERDOAR E CURAR

  • Envie por Email
  • Imprimir



“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça” (1 João 1.9).

Os pecados são piores que as doenças, porque nos afastam de Deus. Na verdade, eles encobrem a face do Senhor, impedindo-O de nos ouvir (Isaías 59.2). Já as doenças, muitas vezes, levam as pessoas para perto do Altíssimo, pois muitas, em uma situação aflitiva, conseguem abrir o coração para Ele. O Senhor tanto perdoa os pecados quanto cura as doenças.

Não basta sentir que pecou, ficar triste e dizer para si mesmo que não repetirá o erro. É preciso confessar o pecado a Deus e à pessoa contra quem você errou. Se um empregado tirar algum valor da gaveta do empregador, ele deve não somente se sentir triste e com remorso pelo ato desonesto, mas também precisa abrir o coração e acertar-se com seu patrão e com o Senhor. Jesus ensinou que tal pessoa deve deixar a oferta no altar e ir reconciliar-se com quem tem alguma coisa contra ele (Mateus 5.23,24). Não basta ao doente, por exemplo, desejar ser curado; ele necessita achegar-se a Deus e orar com fé, cumprindo as orientações bíblicas em relação à cura.

Quem confessa recebe o perdão. Mesmo que o ofendido negue o perdão ao ofensor, o qual admitiu e confessou a transgressão, este pode considerar-se perdoado, pois cumpriu a Palavra de Deus. É verdade que o Pai é fiel e justo para perdoar quem ofendeu a Ele, mas é preciso acertar-se com o homem e também com o Senhor, porque toda mentira é contra a Verdade, e toda traição é contra a santidade.

O ser humano não tem, em si mesmo, poder para se perdoar de todos os pecados, mas Deus declara que perdoará os pecados que lhe forem confessados. Da mesma forma, o homem não possui poder de se curar, mas o Senhor já lhe providenciou a cura. Ele é fiel e justo para perdoar os pecados, curar as enfermidades e libertar os oprimidos. Quando o Altíssimo opera, a obra permanece para sempre (Salmo 111.7,8).

Ele também purifica de toda injustiça. Então, no registro daquele indivíduo, não há mais menção da sua má obra, e da alma dele é tirada a capacidade diabólica de fazê-la voltar ao erro. Tal pessoa só voltará à prática da iniquidade se não se mantiver na Palavra de Deus. O mesmo acontece com quem é sarado pelo Senhor – ele é verdadeiramente livre (João 8.36).

Nenhuma condenação permanece sobre a pessoa que obteve de Deus o perdão dos erros (Romanos 8.1). Na vida de quem foi restaurado à comunhão, o inimigo não pode mais reivindicar seu senhorio. Para quem é nova criatura, a escravidão terminou para sempre (2 Coríntios 5.17). A mesma coisa se pode dizer da pessoa que teve a saúde restaurada pelo Senhor, pois o inferno perdeu o poder de oprimi-la com aquele mal. Ele pode tentar com outros males, mas, se ela recusar, o maligno nada mais poderá fazer contra quem está firme na fé.

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

 

> Receba em seu e-mail

 

> Pedido de oração

Pedido de oração

> Missionário Responde

Missionário , sou casada há três anos , quando eu casei meu marido servia à Deus juntamente comigo , mas passando -se aproximadamente um ano , por motivo de trabalho , ele...

Seu marido precisa é de conversão. O fato dele ter freqüentado uma igreja na época do namoro não significa que ele fosse do Senhor. Aliás, permita-me dizer que o namoro...

»VEJA MAIS